A volatilidade preocupa-o? Uma solução de baixo risco para pôr o seu dinheiro a trabalhar


As turbulências que registámos desde o início de 2018 convenceram muitas pessoas de que a volatilidade está de volta ao mercado da dívida. Assim, muitos investidores estão à procura de soluções seguras e apelativas, mas as rentabilidades da maior parte das obrigações soberanas europeias permanecem ancoradas a níveis extremamente baixos e com muito pouca margem de proteção contra as pressões inflacionistas cada vez mais latentes. O risco de duração representa uma inquietude crescente e não é um bom agouro para os investidores que prolongam o vencimento das obrigações soberanas tradicionais para fazer frente às rentabilidades baixas. Este contexto desafiante poderá levar os investidores a aumentarem as suas posições em valores de maior risco e, consequentemente, a verem-se expostos a possíveis perdas de capital, consequentemente.

Encontrar uma solução de baixo risco apelativa para os investidores no contexto de mercado atual é difícil.

Uma possível resposta para esta situação é o mercado europeu de covered bonds, cujo valor alcança os 2,5 mil milhões de euros. Os covered bonds são instrumentos de dívida de alta qualidade emitidos por bancos e instituições hipotecárias, que contam com o colateral de um conjunto de ativos. À dupla proteção inerente à sua natureza, podemos acrescentar uma camada adicional de segurança associada à sua isenção do mecanismo de recapitalização interna da UE.

O primeiro recurso é a reclamação completa dos ativos do emissor, pelo que, na eventualidade de falência, os investidores em covered bonds estão abrangidos por um direito de credor sobre os ativos. O segundo recurso é um acesso preferencial ao fundo de cobertura. Os fluxos de caixa do fundo de cobertura apoiam os covered bonds, além do colateral. Estes fluxos de caixa utilizar-se-ão como garantia das obrigações na eventualidade de falência do emissor, mediante o pagamento atempado dos cupões e do primeiro se o emissor já não puder fazer frente às suas responsabilidades. Consequentemente, os covered bonds não registaram nenhum incumprimento nos seus mais de 200 anos de história.

A Nordea Asset Management conta com uma vasta experiência na área de covered bonds, dos gerindo, atualmente, mais de 39 000 milhões de euros. O sucesso da estratégia European Covered Bond (classificado com o selo Blockbuster Funds People) levou ao lançamento da solução Low Duration European Covered Bond, no ano passado. A equipa que gere a estratégia tem uma média de mais de 19 anos de experiência e conta com uma sólida trajetória na geração de alfa. A equipa acredita veemente que é necessário conhecimento, experiência e uma gestão ativa para evitar a complexidade do que ainda continua a ser um mercado ineficiente.

A maioria dos gestores vê os covered bonds como um investimento “aborrecido” e acede a esta classe de ativos através de soluções passivas. Trata-se de uma grande falácia”, aponta Henrik Stille, gestor da carteira. “O mercado dos covered bonds europeus é ineficaz em vários pontos de vista e requer um gestor de investimento ativo e com experiência para aproveitar as oportunidades. Além disso, os spreads de crédito variam constantemente nesta classe de ativos, muitas vezes, devido a fatores específicos do país ou do emissor. É necessário implementar uma atitude ativa para poder aproveitar esta circunstância”.

A estratégia Low Duration European Covered Bond é adequada para os investidores que se auto propuseram o objetivo de capturar as características apelativas desta classe de ativos, mas que desejem um risco de taxa de juro mais baixo. A estratégia segue um processo de investimento bem sucedido, o mesmo da estratégia European Covered Bond, além de uma duração coberta a 1 ano, aproximadamente.

“A inflação não foi um problema importante para os investidores desde o início da crise financeira global, há já uma década. Não obstante, cada vez há mais sinais de pressões inflacionistas em muitas partes do mundo desenvolvido. A estratégia Low Duration European Covered Bond proporciona uma maior tranquilidade em relação ao risco de duração”.

Stille conclui: “Embora a nossa nova e inovadora solução utilize futuros sobre dívida soberana e swaps de taxas de juro para reduzir o risco de taxa de juro da carteira, é importante observar que mantemos o mesmo prémio de risco de crédito. Isto permite-nos continuar a procurar o mesmo nível de alfa de que os investidores desfrutaram no nosso produto durante muitos anos”.

Nordea Asset Management é o nome funcional do negócio de gestão de ativos conduzido pelas seguintes entidades legais: Nordea Investment Funds S.A. e Nordea Investment Management AB (“as Entidades Legais”) e as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação. Este documento tem o objetivo de prover o leitor com informação sobre as capacidades específicas da Nordea. Este documento (ou qualquer visão ou opinião expressa no mesmo) não representa um conselho de investimento nem uma recomendação de qualquer produto financeiro, estrutura de investimento ou instrumento, para entrar ou sair de certa transação ou para participar em qualquer estratégia de trading. Tal só poderá ser feito através de um Offering Memorandum, ou através de um contrato similar. O presente documento não poderá ser reproduzido ou divulgado sem autorização prévia. © As Entidades Legais aderentes à Nordea Asset Management e todas as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido

Próximos eventos