Tags: Pensões |

A seleção de instrumentos de gestão de terceiros no Multireforma Capital Garantido


O Multireforma Capital Garantido é o primeiro fundo de pensões aberto da GNB Sociedade Gestora de Fundos de Pensões a surgir entre os maiores fundos do género a nível nacional. Segundo a APFIPP, no fecho do semestre, o fundo de pensões somava 138,8 milhões de euros de ativos sob gestão, que o colocavam como o sexto maior fundo de pensões nacional. 

Este fundo de pensões com capital garantido centra a sua estratégia de investimento na alocação a obrigações, privilegiando instrumentos de dívida emitidos na Europa. Na sua maioria as aplicações do fundo são feitas através de investimento direto, estando somente 15% dos ativos sob gestão alocados a fundos de investimento. 

O montante destinado a instrumentos de gestão de terceiros ascende aos 21,7 milhões de euros e encontra-se distribuído por três estratégias, todas elas sob gestão da GNB Gestão de Ativos e destinadas ao investimento em obrigações. Porém, cada aplicação assume uma forma diferente de exposição a esta classe de ativos: um dos fundos destina-se ao investimento em obrigações governamentais, outro a dívida corporativa e o último opta por uma abordagem flexível entre vários tipos de instrumentos de crédito.

Deste conjunto destaca-se o NB Eurobond, fundo sob gestão de Vasco Teles, sendo esta estratégia destinada ao investimento em dívida soberana. Os 11,2 milhões de euros arrecadados por este fundo equivalem a 51% do montante alocado a estes instrumentos e a 8% dos ativos sob gestão do fundo de pensões.

Aplicações Entidade Gestora Gestão Categoria Morningstar  Montante  % AUM % Total Fundos
NB Eurobond  GNB Gestão de Ativos   Ativa  Government Bond 11 246 959,38 € 8,10% 51,64%
NB Corporate Euro  GNB Gestão de Ativos   Ativa  Corporate Bond 5 890 606,27 € 4,24% 27,05%
NB Rendimento Plus  GNB Gestão de Ativos   Ativa  Flexible Bond 4 640 242,87 € 3,34% 21,31%
Total       21 777 809 € 15,7% 100,00%

 

Fonte: Elaboração própria com dados das entidades gestoras a 30 de junho de 2019

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido