Tags: Consultoria |

“A nossa gestão assenta exclusivamente em estratégias próprias”


Qual é a vossa estratégia comercial para os próximos meses?

A nossa estratégia comercial passa essencialmente pelo “passa palavra”; por algum enfoque estratégico nas regiões nacionais com maior riqueza “per capita”, e; pela tentativa de penetração no mundo anglo-saxónico, junto de investidores que habitualmente investem em estratégias semelhantes àquelas através das quais a sociedade opera. 

Têm carteiras modelo para quantos perfis distintos?

O nosso posicionamento natural insere-se no domínio das estratégias de risco médio/alto, sendo que os instrumentos mais utilizados na gestão das carteiras dos clientes são instrumentos derivados, designadamente futuros (sobretudo futuros sobre índices de acções e também sobre matérias primas) cotados em bolsa.

Contudo, sem prejuízo do nosso posicionamento natural e atendendo às especificidades do mercado português, também oferecemos outros perfis de risco e de investimento, nomeadamente perfis mais conservadores em termos do risco global da carteira ou perfis mais vocacionados para mercados segmentados em função dos instrumentos utilizados. Assim, nesta panóplia de perfis possíveis, podemos utilizar vários tipos de instrumentos, incluindo simples depósitos a prazo, emissões de dívida ou acções.

Qual é a filosofia de gestão patrimonial?

A nossa gestão assenta exclusivamente em estratégias próprias, desenvolvidas internamente pela nossa equipa de gestores. E na base dessas estratégias, nomeadamente nos perfis de investimento operados a partir de futuros, seguimos uma orientação quantitativa que, no meio profissional, se encontra no segmento de estratégias do tipo “Managed Futures / CTA”.

Nos restantes perfis, a abordagem mantém uma orientação eminentemente quantitativa, porém, introduzindo também elementos de natureza macro e micro económica.

Que peso têm os fundos de investimento dentro das vossas carteiras?

Não têm, hoje, qualquer peso. Na gestão das carteiras somente temos previsto a utilização de instrumentos derivados (designadamente de futuros), instrumentos do mercado monetário (depósitos a prazo), instrumentos do mercado de dívida (soberana e corporativa) e acções individuais (nacionais e estrangeiras).

Quantos profissionais têm a equipa de investimento e como são tomadas as decisões?

A equipa de investimentos conta com quatro elementos: dois profissionais dedicados às decisões diárias sobre investimentos; um terceiro elemento responsável pelo “back-office” e um quarto elemento responsável pelo “compliance”.

Quanto gerem actualmente?

Desde a sua fundação, a média anual de activos sob gestão da sociedade é de aproximadamente 20 milhões de euros.

Empresas

O Mais Lido