Tags: Movimentos |

A Nordea reforça a sua equipa na Península Ibérica


A Nordea reforçou a sua equipa de vendas na Península Ibérica. A entidade incorporou Ana Rosa Castro Aguilar (na imagem) na sua equipa de vendas. A profissional, até agora, trabalhava no Luxembrugo, fazendo parte da equipa de suporte ao cliente. É licenciada em Administração e Direção de Empresas pela Universidade de Málaga e conta com mais de sete anos de experiência na indústria financeira, cinco dos quais ligada à Nordea no departamento de suporte ao cliente. Castro Aguilar trabalhará a partir de Madrid, na equipa de Vendas para a Ibéria e América Latina, dirigida por Laura Donzella. O seu lugar no Luxemburgo será ocupado por María Mateos, que se incorpora nos escritórios do Luxemburgo como novo membro da equipa de suporte ao cliente da entidade nórdica no Gran Ducado.

Estas novas incorporações reforçam as nossas capacidades locais e colocam-nos numa excelente posição para continuar a proporcionar um melhor serviço. Além disso, reflete o nosso firme compromisso com os nossos clientes da Península Ibérica. Estamos a estudar novas soluções de investimento que possam ser interessantes para as carteiras dos nossos clientes. Por isso, é mais importante do que nunca contar com uma equipa que está à altura da confiança que em nós depositaram os investidores”, afirma Donzella. A entidade continua a procura de talento para continuar a reforçar a sua atual equipa de vendas na ibéria, atualmente formada por quatro pessoas.

A entidade dispõe de nove produtos com selo Funds People, inclusive um produto que conta com a tripla classificação, o Nordea 1 – Stable Return. Desse conjunto, dois contam com a classificação Blockbuster e Consistente: o Nordea-1 European High Yield Bond e o Nordea-1 Global Stable Equity. Os restantes quatro produtos contam com a classificação Consistente Funds People. “Estamos a perceber que os investidores procuram soluções para as suas necessidades financeiras em produtos flexíveis como o Nordea 1 – Flexible Fixed Income, e no segmento de fixed income, o Nordea 1 – European Covered Bond. A principal inquietação dos investidores neste momento é como proteger capital”, reconhecia a diretora de Vendas da Nordea numa recente entrevista concedida à Funds People.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas