A megatendência relativa às mudanças climáticas e do meio ambiente


(TRIBUNA de Henning Padberg e Thomas Sørensen gestores da estratégia Global Climate and Environment da Nordea AM. Comentário patrocinado pela Nordea AM.)

As mudanças climáticas e a escassez de recursos estão a dar forma ao futuro e a incidir na economia mundial. A necessidade de soluções sustentáveis é urgente. Num momento em que os consumidores e as empresas estão a ganhar mais consciência e a modificar os seus hábitos, assistimos ao aparecimento de oportunidades para os investidores que tratam de investir de forma responsável sem diminuir as rentabilidades. Por isso, investimos em multinacionais que oferecem soluções que contribuem para uma sociedade mais sustentável e eficiente.

As nossas competências centram-se em identificar as ações de empresas em que o mercado está a subvalorizar ou a negligenciar o impacto das mudanças climáticas e do meio ambiente como geradores de fluxos de caixa futuros. Procuramos identificar ações de empresas cujo preço de mercado reflita expectativas substancialmente diferentes das nossas. A isso chamamos “diferença” e pode surgir a partir de uma situação em que se subestima o crescimento futuro derivado das soluções contra as mudanças climáticas, de uma apreciação incorreta do impacto estrutural da regulamentação, de uma subvalorização dos riscos e oportunidades que acarretam as mudanças tecnológicas para uma empresa ou da incapacidade de incorporar os aspetos ASG (Ambiente, Social e Governo Corporativo) de sustentabilidade sobre o capital.

O processo de geração de ideias centra-se em identificar valores de ações de todo o mundo nas quais uma parte significativa dos seus fluxos de caixa futuros derive da sua exposição à megatendência referente às mudanças climáticas e do meio ambiente. Para começar a fazer parte do universo de investimento, os lucros de uma empresa devem ser expostos a pelo menos 20% desta megatendência. O limite é relativamente baixo, de modo a que possamos identificar empresas que estão a transformar os seus negócios reorientando-se em direção a soluções contra as mudanças climáticas, ainda que a maioria dos investimentos do fundo costume ter uma exposição de mais de 50% dsuas receitas à megatendência referente às mudanças climáticas e do meio ambiente.

O universo de investimento divide-se em três categorias e um conjunto de estratégias subjacentes. A primeira, denominada “eficiência dos recursos”, é formada por empresas que ajudam a otimizar os recursos existentes e a melhorar a eficiência. Na segunda categoria, denominada “proteção do meio ambiente”, fixamo-nos em empresas com ofertas sólidas centradas na proteção do meio ambiente e na preservação da natureza. Por último, em “energias alternativas”, os nossos investimentos são formados por empresas que se especializam em tecnologias ecológicas e inovadoras para gerar energias mais limpas. A filosofia do investimento da estratégia Global Climate and Environment centra-se nos beneficiários das iniciativas relativas às mudanças climáticas e ao meio ambiente, que costumamos encontrar em sectores como a indústria, as tecnologias da informação e os materiais (também em consumo), mas em menor medida nos cuidados de saúde, serviços financeiros, energia e telecomunicações.

Historicamente, os investidores não compreenderam bem o segmento das estratégias em torno das mudanças climáticas e continuamos a pensar que não obtém o reconhecimento que merece. Este facto traz-nos oportunidades, já que há vários anos que seguimos de perto a área das mudanças climáticas e do meio ambiente e contamos com um produto específico desde 2008. Pensamos que a nossa abordagem das soluções contra as mudanças climáticas é competitiva e estamos satisfeitos com a evolução da estratégia.

Na nossa opinião, a longo prazo, as oportunidades superam largamente os riscos, o que faz das mudanças climáticas e do meio ambiente numa megatendência para todo o tipo de investidores. O facto de os sectores implicados terem amadurecido e muitas soluções terem uma lógica económica neste momento, proporciona uma base realmente adequada para encontrar ideias de investimento atrativas.

Os principais vieses da estratégia (valores de média capitalização e, geralmente, crescimento) tornam-na num componente sólido para os responsáveis de alocação de ativos que procuram opções de diversificação. Atualmente, estamos a ver um maior grau de interesse por parte dos gestores de pensões que se explica por duas grandes tendências: em primeiro lugar, os fundos de pensões encontram-se imersos no processo de integração dos fatores ASG na sua alocação de ativos para cumprir com o seu dever fiduciário. Em segundo lugar, os participantes procuram de forma crescente uma maior consciencialização climática em relação aos seus investimentos para a reforma.

A estratégia é uma abordagem de investimento temático desenhada para abordar os principais desafios que enfrenta a sociedade em matéria de ASG. O seu eixo principal consiste em investir em empresas que ofereçam soluções para os desafios climáticos e do meio ambiente. O resultado desta abordagem é um universo de investimento formado por provedores de soluções contra as mudanças climáticas que geralmente contam com classificações ASG mais altas e excluem muitas áreas polémicas.

Não obstante, em cumprimento com a política de investimento responsável da Nordea, todos os fundos da empresa são submetidos a um filtro anual baseado em regras, já que as nossas estratégias não têm permitido ter em carteira nenhuma ação incluída nesta lista de exclusão da Nordea. Além disso, temos em conta o perfil ASG de cada empresa no momento de as avaliar no contexto da nossa análise fundamentalista.

A estratégia trata de contribuir para instigar mudanças positivas no mundo. Acreditamos que o capital desempenha um papel crucial para alcançar este objetivo. A nossa abordagem orientada para soluções coloca em destaque as contribuições ativas em prol da sustentabilidade. O nosso principal objetivo é manter um universo de investimentos que se centre exclusivamente nas soluções contra as mudanças climáticas.

Disclaimer

Nordea Asset Management é o nome funcional do negócio de gestão de ativos conduzido pelas seguintes entidades legais: Nordea Investment Funds S.A. e Nordea Investment Management AB (“as Entidades Legais”) e as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação. Este documento tem o objetivo de prover o leitor com informação sobre as capacidades específicas da Nordea. Este documento (ou qualquer visão ou opinião expressa no mesmo) não representa um conselho de investimento nem uma recomendação de qualquer produto financeiro, estrutura de investimento ou instrumento, para entrar ou sair de certa transação ou para participar em qualquer estratégia de trading. Tal só poderá ser feito através de um Offering Memorandum, ou através de um contrato similar. O presente documento não poderá ser reproduzido ou divulgado sem autorização prévia. © As Entidades Legais aderentes à Nordea Asset Management e todas as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido