Tags: Ações |

A maior quota de mercado do segmento de fundos equity pertence à...


Depois de termos olhado para a ordenação das entidades gestoras na categoria de fundos allocation, passemos agora para a categoria equity, novamente recorrendo aos dados disponíveis na plataforma Morningstar Direct. Que alterações se verificam e que entidades se destacam nesta categoria? Os dados mais recentes publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património indicam que o mercado nacional de fundos de investimento mobiliário apresenta um volume de ativos sob gestão de 12.475 milhões de euros. Deste montante, cerca de 1.239 milhões de euros estão alocados a fundos de ações – representando, assim, 9,93% do valor global.

Em termos de universos de investimento, a subcategoria europe equity large cap é aquela que maior número de produtos apresenta, contando com um total de 12. Já a subcategoria other europe equity (que engloba fundos de ações nacionais e ibéricas, com 10 produtos disponíveis é a segunda que maior preponderância apresenta. A subcategoria US equity lage cap growth, por seu lado, apresenta cinco produtos no total, enquanto que as subcategorias global equity large cap e emerging markets equity surgem ambas com quatro.

Caixagest gere quase metade do volume sob gestão em fundos equity

Passemos, assim, à análise da quota de mercado das nove gestoras nacionais que apresentam na sua oferta produtos desta categoria. Com mais de 562 milhões de euros em ativos sob gestão, a Caixagest é a entidade que maior quota de mercado detém neste segmento: 45,41%. A entidade disponibiliza oito produtos que investem nesta classe de ativos, sendo que aqueles que maior volume de ativos sob gestão apresentam são o Caixagest Acções EUA e o Caixagest Ações Líderes Globais (dois produtos que ostentam o selo Blockbuster Funds People) com 104,2 milhões de euros e 320,3 milhões de euros, respetivamente.

O segundo lugar deste ranking é ocupado pela Santander Asset Management, cuja oferta de produtos deste segmento engloba apenas quatro fundos, com um património sob gestão total superior a 229,2 milhões de euros. Como tal, a sua quota de mercado é de 18,50%. Os produtos que maior volume de ativos sob gestão detêm são o Santander Acções Europa, com 89,4 milhões de euros, e o Santander Acções Portugal, com 88,4 milhões de euros.

O terceiro lugar, por sua vez, pertence à BPI Gestão de Activos, que apresenta uma quota de mercado neste segmento de 12,26%. Esta é resultado de um montante total de ativos sob gestão superior a 151 milhões de euros, distribuídos por nove produtos diferentes, sendo que o BPI Europa e o BPI Portugal - que é detentor do selo Consistente Funds People - são os dois produtos que maior preponderância apresentam: 44,5 milhões de euros e 30,5 milhões de euros em ativos sob gestão, respetivamente.

A IM Gestão de Ativos é a última das entidades cujo volume de ativos sob gestão neste segmento supera os 100 milhões de euros, distribuídos por oito produtos diferentes, apresentando uma quota de mercado de 8,68%. IMGA Eurocarteira, com cerca de 30,4 milhões de euros, e o IMGA Ações Portugal, com mais de 28,4 milhões de euros, são os dois produtos que maior volume de ativos sob gestão detêm. 

Preponderância da categoria no volume de ativos sob gestão das diferentes entidades

Se analisarmos o peso que esta categoria representa no volume de ativos sob gestão total das entidades nacionais, facilmente percebemos que representa um peso diminuto quando comparado com a categoria allocation. Ainda assim, a entidade cuja preponderância da categoria equity no seu AuM total é a Montepio Gestão de Activos – 38,33%. A GNB Gestão de Ativos, por seu turno, apresenta um peso de 28,24% no volume total de ativos sob gestão. A Popular Gestão de Activos, por outro lado, é a entidade cujo peso é menor, uma vez que a categoria equity representa apenas 4,11% do volume total de ativos sob gestão da entidade.

Ordenação das entidades gestoras por quota de mercado na categoria equity

Captura_de_ecra__2018-04-05__a_s_10

Fonte: Morningstar Direct, fevereiro de 2018

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido