À descoberta da ciência na Gulbenkian


"360º Ciência Descoberta" é o título da exposição sobre a ciência ibérica na época dos Descobrimentos, que está patente na Fundação Calouste Gulbenkian e pode ser visitada até ao dia 2 de Junho.

Esta mostra apresenta os desenvolvimentos científicos e técnicos associados às grandes viagens oceânicas de portugueses espanhóis nos séculos XV e XVI, e o impacto que causaram na ciência europeia, como é referido na apresentação da mesma, no site da Gulbenkian. Através desta exposição, o objectivo é "mostrar os diversos factores que modelaram as ideias e as práticas dos ibéricos nesse período – o fascínio com as novidades do mundo natural americano e asiático, a crítica do saber antigo, o estabelecimento de novas práticas empíricas, a disseminação de conceitos científicos pelos estratos menos instruídos da sociedade, os melhoramentos técnicos, os processos e as instituições de acumulação e gestão de novos conhecimentos – e como estes aspectos jogaram um papel significativo no nascimento da modernidade científica europeia", é ainda explicado.

"360º Ciência Descoberta" está organizada em quatro grandes zonas temáticas, correspondendo a primeira à imagem do mundo antes das viagens marítimas; a segunda ao contacto com as novidades da geografia, da botânica, zoologia, entre outros; a terceira à crianção de novas disciplinas de base matemática e os desenvolvimentos tecnológicos; e a quarta ao impacto da nova imagem do mundo no surgimento da ciência moderna.

A exposição pode ser visitada no edifício sede da Gulbenkian, diariamente, com excepção para segunda-feira, dia em que se encontra encerrada. Ao domingo a entrada é gratuita.

Próximos eventos