Tags: Europa | EUA |

A curva da Felicidade - Chart of the Week


(O Chart of the Week desta semana é da autoria de Carla Veiga, Multimanager Departamento Investimentos Mobiliários da ‎GNB Gestão de Ativos)

E6EuOspopI5ZbADDcFPpC78nrmlKIO0OGJZMAJxMBKw

É interessante observar a evolução da felicidade ao longo dos anos de vida, nomeadamente a sua curvatura em formato U: as pessoas referem/manifestam grandes níveis de felicidade na idade da adolescência até aos 20 e poucos anos mas à medida que os anos passam esta vai diminuindo, atingindo o seu ponto mais baixo por volta dos 50 anos, altura a partir da qual começa novamente a subir.

As curvas evidenciam que a  juventude e a velhice são períodos de relativa felicidade/bem estar e a “meia idade” um período “difícil” sendo que o mínimo em todos os surveys é atingido por volta dos 50 anos. As causas exatas não são claras, segundo os autores deste estudo. No entanto, uma possível explicação é a de que a “meia idade” nos países desenvolvidos é um período particularmente stressante na vida das pessoas que em média estão no pico das suas carreiras profissionais e com filhos adolescentes (e as dores de cabeça que isso acarreta). 

20101218_xjd001

Fonte: The Economist

Os inquéritos abordam a felicidade sobre diferentes formas: uns em termos de satisfação, enquanto outros solicitam que as pessoas classifiquem entre feliz e triste ao longo dos anos.

É particularmente curioso notar as semelhanças de resultados tendo em conta as diferenças dos universos analisados nos inquéritos em questão. Eles incluem o “General Social Survey” (54.000 americanos), o “European Social Survey” (316.000 europeus de 32 países) e o “Understanding Society survey” (416.000 britânicos).

Estas linhas estão todas ajustadas a outros fatores conhecidos por afetar a felicidade e a satisfação na vida como o rendimento e a saúde.

“The ageing of the rich world is normally seen as a burden on the economy and a problem to be solved. The U-bend argues for a more positive view of the matter. The greyer the world gets, the brighter it becomes” Economist.

Falando em FELICIDADE, desejo a todos um FELIZ Natal e Excelente 2018!!

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas