A Amundi irá aplicar critérios ESG em todos os seus fundos em 2021


A Amundi anunciou um plano ambicioso de três anos para aumentar o seu compromisso com o investimento responsável. A gestora, que conta com ativos sob gestão de 1,4 biliões de euros, pretende assim, chegar mais longe num caminho que já lhe levou a ser assinante dos PRI das Nações Unidas desde 2006, a contar com um processo de investimento em ISR certificado pela AFNOR em 2013 e a ser muito ativa na sua política de compromisso e de voto para incentivar práticas mais sustentáveis, ao publicar o “Engagement Reports” desde 2014.

Recentemente formou também alianças com o Banco Mundial ou EDF, entre outros, para a criação de fundos dedicados que abordem especificamente a alteração climática e a transição energética.

O ISR hoje na Amundi

A Amundi gere, hoje em dia, 280.000 milhões de euros em investimentos socialmente responsáveis, o que representa quase 20% dos ativos totais do grupo.

Além disso, aplica regras de exclusão que afetam praticamente todas as suas estratégias. Exclui empresas que não cumprem com a sua política ESG e aquelas que infringem as convenções internacionais ou legislações nacionais (empresas ativas em minas anti-pessoais, bombas de fragmentação, armas químicas, biológicas ou com urânio empobrecido). Também aplicam exclusões setoriais específicas para indústrias controversas, que afetam emissores quando 25% dos seus rendimentos deriva da extração de carbono ou se produzem mais de 100 milhões de toneladas de carbono por ano. O tabaco também está excluído dos fundos ISR abertos.

A gestora conta com um departamento dedicado à análise ESG, com 17 analistas que analisam cerca de 5.500 emissores. A análise baseia-se numa metodologia “Best-in-Class” que consiste em distribuir um rating para cada emissão segundo a média ponderada de cada pilar (ambiental, social e de bom governo corporativo), calculada a partir de 36 critérios subjacentes. A classificação resultante vai de A (melhor pontuação) à G (menor pontuação). As emissões com G, excluem-se de todas as carteiras da Amundi; e as E, F e G de todas as carteiras ISR.

Plano de ação a três anos

O Plano de Ação 2021 da Amundi baseia-se em quatro linhas de ação:

1. A política ESG da Amundi e as suas práticas de voto irão ser aplicadas a 100% da gestão dos seus fundos em 2021.

A análise extra financeira que usa critérios ESG irá estender-se a toda a gestão de fundos, tanto ativa como passiva, sempre que seja tecnicamente possível.

  • Todos os fundos de gestão ativa irão oferecer um rating ESG superior ao dos seus índices ou universos de referência. As classes de ativos pouco cobertas pelo investimento socialmente responsável atualmente (emergentes, high yield ou small e mid caps) irão incorporar totalmente a análise ESG. Como resultado, os fundos abertos com critérios ESG à disposição de investidores particulares irão alcançar os 250.000 milhões de euros nos próximos três anos.
  • Os ativos ESG na gestão passiva duplicar-se-ão até alcançar pelo menos os 70.000 milhões de euros.

2. Reforçar as atividades de assessoria para clientes institucionais, com o objetivo de os apoiar nas suas iniciativas ESG e implementar iniciativas inovadoras.

3. Multiplicar o investimento em iniciativas relacionadas com o meio ambiente e com um forte impacto social, aumentando o volume de fundos temáticos para os 20.000 milhões de euros.

4. Além disso, a gestora irá reforçar o seu compromisso com as empresas sociais, aumentando o investimento na economia social e solidária desde os 200 milhões de euros atuais até alcançar pelo menos os 500 milhões de euros em 2021.

Para Yves Perrier, CEO da gestora, refere que “desde a sua criação, a Amundi, optou por fazer do investimento responsável um dos pilares fundamentais da empresa. Isto baseia-se em duas convicções: a responsabilidade que as empresas e os investidores têm para com a sociedade e que isto é uma garantia de rendimento financeiro a longo prazo. Este plano a três anos estende o nosso compromisso com o investimento responsável e antecipa as expectativas dos nossos clientes”.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 3 4 Siguiente

O Mais Lido