Tags: Pensões |

2017: evolução do negócio de fundos de pensões


O mercado de fundos pensões nacional terminou 2017 da melhor forma: com um crescimento trimestral de 2,4% e, desde o início do ano, com um incremento que superou os 7%. Os dados trimestrais da APFIPP (que refletem apenas fundos geridos por Associadas da APFIPP, representando 98% do total de fundos de pensões portugueses) mostram portanto que no fecho do ano passado este universo de produtos apresentava um montante sob gestão que já é superior a 19 mil milhões de euros. O universo de fundos, segundo o mesmo documento da APFIPP,  no final do trimestre passado era de198 fundos, mais um do que no trimestre anterior.

Captura_de_ecra__2018-02-19__a_s_17

Fonte: APFIPP, 31 dezembro

Sem grandes novidades no que tocas às sociedades gestoras, a APFIPP reporta a manutenção da Ocidental Pensões no lugar de maior sociedade gestora nacional. Esta terminou dezembro com 5 358,7 milhões de euros de volume gerido e uma quota de mercado de 27,8%, muito embora tenha apresentado um decréscimo no trimestre de -0,2%.

S.G.F.P. Banco de Portugal: o destaque no trimestre

O grande destaque do último trimestre do ano vai para a Sociedade Gestora de Fundos de Pensões do Banco de Portugal: foi a entidade que mais cresceu tanto em termos percentuais como em termos absolutos. Segundo os mesmos dados, a gestora avançou 6,8%, o correspondente a mais 174,7milhões de euros de incremento. Terminou assim o ano a gerir quase 2 mil milhões de euros de ativos. Em termos percentuais, no trimestre, destaque também para a Santander Pensões, que cresceu quase 6% para os 997,5 milhões de euros de montante gerido.

No ano...

Na análise ao ano de 2017, são duas entidades distintas que sobressaem em termos de crescimento relativo e absoluto. No primeiro caso, destaque para a  BPI Vida e Pensões, cujo avanço no ano foi de 13,6% - ou seja mais 328,9 milhões de euros. Ao que ao crescimento absoluto diz respeito, o protagonismo é da CGD Pensões, que no ano viu os seus ativos avançarem 330,3 milhões de euros. A entidade mantém-se portanto no segundo posto do ranking das maiores gestoras de fundos de pensões, com 3.770 milhões de euros de volume sob gestão.

Evolução das gestoras de fundos de pensões no último ano 

Captura_de_ecra__2018-02-19__a_s_17

Fonte: APFIPP, 31 dezembro
Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido