GAM

GAM

Gestora

Morada: Velázquez 47, 8º andar

Cidade: Madrid

País: Espanha

Web:

A GAM, apresentava, a 31 de março de 2016, ativos sob gestão na ordem dos 105 mil milhões de euros. Representando duas gamas de fundos – Julius Baer e GAM Funds – os seus principais centros de investimento estão em Zurique e Londres. As equipas de investimentos estão distribuídas por Lugano, Nova York e Hong Kong, e os representantes de vendas estão presentes nos mercados chave a nível europeu e global.

GAM Group é uma das principais entidades do mundo centradas exclusivamente na gestão de ativos.

A GAM é uma gestora completamente independente e a sua atividade centra-se em três principais sectores: uma ampla oferta de fundos que comtempla todas as classes de ativos através dos seus veículos registados no Luxemburgo e Dublin, soluções individuais adaptadas às necessidades dos clientes institucionais e uma oferta de serviços à medida (Private Label Funds).

Dispõe de um amplo conjunto de produtos de investimento com mais de 200 fundos de investimento. Segundo um ranking publicado em 2016 pela Morningstar, é a terceira gestora a nível global por número de produtos geridos em retorno absoluto. Esta é realmente uma das estratégias onde a GAM ganhou mais reconhecimento nos últimos anos.

Destaca-se com uma das gamas mais completas da indústria em dívida emergente, contando com estratégias como o JB Emerging – Hard Currency EM Debt, um dos fundos mais antigos do mercado, lançado em 1997. Também com um largo track record, temos o JB Local Emerging Bond Fund, lançado na sua versão UCITS no ano 2000. Além disso, a gama é completa com fundos de dívida emergente que investem unicamente em obrigações investment grade, fundos blend, que investem em hard e local currencies, ou fundos cujo universo de investimento são obrigações ligadas à inflação. Contam também com o GAM Star Emerging Markets Rates, uma estratégia de retorno absoluto em dívida emergente, tanto local como hard currency, que compra proteção.

Igualmente, realizam as estratégias quantitativas que primam por proporcionar descorrelação com as classes de ativos tradicionais e carteiras direcionais como as suas estratégias Risk Premia ou CTA. Em temáticos, dada a sua origem suíça, a gestora não deixa de ter oferta, sendo que entre os mais conhecidos está o seu fundo de catastrophe bonds, embora tenha também fundos focados em luxury brands, tecnologia e commodities.


Notícias relacionadas

Anterior 1 2 3 4 Siguiente