Volatilidade do índice português baixou no mês passado


Depois de três meses marcados por subidas do principal índice bolsista português, os últimos dois meses revelaram alguma acalmia na praça nacional. De acordo com os dados publicados pela CMVM, o índice PSI-20 fechou o mês de maio nos 5.839 pontos, menos 4,2% do que no final do mês de abril. Apesar da queda em maio, o PSI-20 ainda se mantém bem positivo em 2015, com a valorização a aproximar-se dos 22%.

Melhores notícias chegam do indicador que mede a volatidade dos mercados. O desvio-padrão registado em maio pelo índice português foi de 18,24%, o que corresponde a uma descida face ao valor de 20,41% apresentado no mês de abril. Em termos acumulados, em 2015 a volatilidade é de 19,8%. Já a diferença entre o mínimo e o máximo, em maio, foi de 6,23%.

Capitalização bolsista: quase 270 mil milhões de euros

As ações continuam a ser os títulos com maior capitalização na Euronext Lisbon. No final de maio somavam mais de 150 mil milhões de euros. Já as obrigações atingiam 114 mil milhões de euros. Quanto às Unidades de Participação (UPs) negociadas na bolsa de Lisboa, estas ascendiam a 262 milhões de euros enquanto os ETFs somavam mais de 24 milhões de euros.

Crescimento nos OICVM e nos FIA

Nos dados da Indústria de Fundos de Investimento, o relatório publicado pelo regulador faz o resumo do mês de abril. No final do quarto mês do ano, o valor dos OICVM e dos FIA atingia mais de 12.167 milhões de euros, o que significa um aumento de 0,7% face ao mês de março. Já nos Imobiliários a tendência é contrária, com a descida entre março e abril a ser de 0,5%, para os 11.948 milhões de euros.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos