Volatilidade dispara em abril


Depois de uma grande "cavalgada" no primeiro trimestre de 2015, onde o PSI-20 cresceu quase 25%, o primeiro mês do segundo trimestre aligeirou os ganhos com o principal índice bolsista nacional a valorizar 2,1%, elevando para 27% o crescimento total neste ano. Em termos práticos, nos primeiros quatro meses do ano o PSI-20 cresceu 1.300 prontos, segundo os dados publicados pela CMVM.

Apesar de ter apenas valorizado 2,1% em abril, o mês passado trouxe maior volatilidade ao índice, com o “batimento cardíaco” a atingir os 20,41%, contrastando com os 18,17% do mês de março ou com os 18,99% do mês de abril de 2014. Também, de acordo com o regulador, a amplitude do índice foi de 5,69%, enquanto que no mês anterior tinha atingido praticamente os 9,5%.

ETFs ultrapassam os 25 milhões

No mês passado a capitalização bolsista dos ETFs atingiu os 25,4 milhões de euros, o que representa um crescimento, em termos homólogos, de 380%. Já nas Unidades de Participação houve um decréscimo mensal de 8,8%, sendo que no final de abril a sua capitalização bolsista ascendia a mais de 262 milhões de euros.

OICVM e FIA voltam à casa dos 12 mil milhões

No mesmo relatório publicado pela CMVM, o regulador analisa a indústria de fundos de investimento com um desfasamento de um mês. Ou seja, no relatório de abril são analisados os fundos no mês de março. No último mês do primeiro trimestre o valor líquido global dos fundos (VLGF) dos OICVM e dos FIA atingiu os 12.079 milhões de euros, mais 1,1% do que no mês de fevereiro.

Já nos FII e FEII a tendência foi inversa, com o VLGF a diminuir 0,4% para 12.009 milhões de euros.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos