Volatilidade caiu em setembro no índice nacional


O último mês do terceiro trimestre do ano foi marcado pela queda do PSI-20. Segundo os dados publicados pela CMVM foi a segunda descida consecutiva do principal índice bolsista nacional, depois de ter deslizado 8% em agosto, resvalou agora 4,1% em setembro. Assinle-se que no terceiro trimestre do ano, apenas em julho conseguiu registar comportamento positivo.

Em termos de volatilidade, no mês passado o registo foi de 23,81%, o que representa uma descida face ao mês de agosto, onde este indicador tocou os 33%. Já nos primeiros nove meses do ano a volatilidade do índice nacional situa-se nos 24,1%, mais do que os 20,7% registados no mesmo período do ano passado.

UPs: quase nos 90 milhões de euros transacionados em 2015

No mês de setembro as transações no mercado secundário de Unidades de Participação (UPs) atingiram os 7,4%, elevando assim o valor para quase 90 milhões de euros em 2015. Ainda assim, este valor é mais baixo em 65% face ao mesmo período do ano passado.

Já nos ETF a tendência é contrária. Em setembro os negócios realizados foram quase residuais, mas nos primeiros nove meses do ano o valor toca quase nos 100 milhões de euros. Comparativamente ao mesmo período do ano passado, assistimos a um aumento superior a 170%.

Gestão de Ativos: queda dominou agosto

No mesmo relatório, o regulador mostra a evolução no segmento da gestão de ativos, embora desfasado num período de um mês. Em agosto, os OICVM e os FIA somavam 11.278 milhões de euros em ativos sob gestão, uma redução de 1,3% face ao mês de julho. Em termos de número de fundos não houve qualquer alteração, com o regulador a contar 193 produtos.

A mesma situação aconteceu no segmento dos fundos imobiliários. No final de agosto os 247 produtos geriam 11.825 milhões de euros, menos 0,2% do que no final do mês de julho.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos