Valor sob gestão nos fundos imobiliários caiu no mês passado


O mês de novembro não trouxe nenhuma mudança na tendência do valor sob gestão do segmento imobiliário.  Os dados publicados pela CMVM mostram que o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) somou mais de 11.376 milhões de euros, o que representa uma queda de 95,8 milhões de euros (0,8%) face ao mês anterior.

Apesar da descida em termos totais, nem todas as rubricas caíram em novembro. Destaque para os FEII que viram o seu valor sob gestão crescer 0,4% para 2.648 milhões de euros. Já nos FII a redução foi de 0,9% para 8.096 milhões de euros, enquanto que nos FUNGEPI o decréscimo foi de 4,4% para 632 milhões de euros.

Unidades de Participação aumentam

Uma das componentes da carteira do segmento imobiliário é o investimento noutros fundos de investimento. Neste aspecto houve um crescimento em todos tipos de fundos em novembro, face ao mês anterior. Nos fundos abertos, na junção dos FII com o FEII o aumento foi na ordem dos 0,4% para 3,1 milhões de euros. Já nos FUNGEPI o incremento situou-se em 0,1% para 19,4 milhões de euros. Já nos fundo fechados o aumento de investimento noutros fundos foi de 0,5%, para 69,3 milhões de euros.

Investimento total na Europa

De acordo com os dados do regulador, não há qualquer investimento realizado no segmento imobiliário em imóveis situados fora da União Europeia, no período em análise. Todos os imóveis se encontram em espaço europeu, com as ‘construções acabadas’ a liderarem as preferências das carteiras dos produtos nacionais.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos