Tags: Consultoria | Ações |

UPs de fundos de ações estrangeiros crescem mais de 2% dentro das carteiras das gestoras de patrimónios


Analisando a evolução das aplicações das carteiras das sociedades gestoras de patrimónios denota-se que poucas foram as que conseguiram crescer em abril. Num mês em que o volume total gerido nestas carteiras abrandou para os 57,6 mil milhões de euros, as unidades de participação dos fundos mobiliários de ações estrangeiros destacaram-se crescendo mais de 2% de março para abril.

Os dados da APFIPP referentes a este segmento de negócio mostram que as unidades de participação de fundos mobiliários de ações estrangeiros atingiram os 1.813 milhões de euros de montante investido, representando esta aplicação mais de 3% da globalidade dos portfólios.

No universo de fundos mobiliários mais nenhuma categoria de fundos avançou substancialmente. Destaque, no entanto, para aplicação denominada de “Outra Dívida Pública”, que conseguiu crescer mais de 2% no período, valendo já acima de 10 milhões no total das carteiras. Também as obrigações Diversas USD cresceram perto de 3% dentro destas carteiras somando já mais de 1,5 mil milhões de euros.

Outros valores mobiliários: crescimento exponencial

A rubrica que mais surpreende no relatório da APFIPP -  no que concerne à evolução das aplicações - é a de "Outros valores mobiliários". Os dados da Associação indicam que em abril o montante investido neste tipo de valores cresceu mais de 12.000%, avançando para um montante superior a 2 milhões de euros dentro das carteiras referidas.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos