Tags: Consultoria |

Unidades de participação de fundos de tesouraria nacionais crescem mais de 50%


No último relatório de 2013 sobre as gestão de património, por parte da APFIPP, as unidades de participação (UP) em fundos de investimento mobiliários (F.I.M.) da categoria de tesouraria aumentaram 52% nas carteiras das sociedades gestoras de patrimónios, face ao mês anterior, fechando o ano nos 110,88 milhões de euros. Foi esta a maior subida de entre quase dez categorias de fundos presentes na carteira, onde também se destaca o crescimento em mais de 1% das UP dos F.I.M. de ações portugueses que fecharam o último mês do ano com 130 milhões de euros.

Imobiliários também crescem

Também nas UP dos Fundo de Investimento Imobiliários portugueses houve um crescimento, no caso de 6,2% para os 1734 milhões de euros. Já as unidades de participação em fundos imobiliários estrangeiros mantiveram o mesmo valor.

Obrigações Diversas em Euro avançam

Já a categoria “Obrigações Diversas Euro” continuam a liderar, tendo aumentado a distância para o segundo lugar que pertence à “Dívida Pública euro”. No mês de novembro a distância entre as duas cifrava-se em cerca de 570 milhões de euros, no mês seguinte a distância aumentou para 886 milhões de euros, com as “Obrigações Diversas Euro” a totalizarem 18,726 milhões de euros, cerca de 34% da carteira total.

Valor total cresce 158 milhões

Já o valor total das aplicações presentes nas carteiras das sociedades gestoras de património aumentou 0,3%, para os 54,546 milhões de euros. Também o crescimento na categoria “ações nacionais” foi assinalável com 7,5% para os 827 milhões de euros. Já a maior descida, em termos percentuais, aconteceu na dívida pública norte-americana que passou de 33 milhões para 20 milhões de euros.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos