Unidades de Participação crescem dentro das carteiras dos fundos imobiliários


O mercado dos fundos de investimento imobiliário encolheu entre abril e maio, cerca de 0,1% nos Fundos de Investimento Imobiliário (FII), 0,5% nos Fundos Especiais de Investimento Imobiliário (FEII) e mais de 1,5% nos Fundos de Gestão de Património Imobiliário (FUNGEPI).

Apesar da queda geral nos volumes sob gestão, dentro das carteiras dos fundos imobiliários abertos houve um crescimento nas Unidades de Participação de outros fundos. Os dados da CMVM mostram que o valor cresceu nos FII e FEII para os 5,3 milhões de euros, representando cerca de 0,1% do total da carteira. Já nos FUNGEPI, a presença é maior com 2,5% da carteira, tendo finalizado o mês passado com 19,8 milhões de euros.

Por outro lado, nos fundos fechados houve uma queda de 4,7% para os 81,7 milhões de euros. Aqui, as Unidades de Participação representam cerca de 1% do valor total da carteira.

Não há mudanças nas gestoras

Entre as maiores gestoras, não houve mudanças no top 5. Na liderança continua a Interfundos com uma quota de mercado de 12,7%, mesmo depois de liquidado o fundo especial de investimento imobiliário “SC Capital -FEIIF”. A Fundger mantém o segundo o lugar e a Montepio Valor o terceiro, com 11,8% e 9,1% de quota de mercado, respetivamente. A ESAF e a Norfin fecham o top com a primeira a ter uma quota de 8,4% e a segunda 7,1%.

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos