Tags: Consultoria |

União Europeia afasta-se de Portugal


Menos Portugal e mais União Europeia. Foi esta a principal conclusão da evolução das aplicações das sociedades gestoras de património, no último relatório publicado pela APFIPP e referente ao mês de fevereiro.

No final do primeiro mês do ano, o valor aplicado em fundos de investimento ascendia a 5,129 mil milhões euros, sendo que 2,203 mil milhões  estavam investidos na União Europeia (UE) e 2.220 mil milhões em Portugal. Já no último dia do mês de fevereiro, as aplicações na UE cresceram 4,96% para 2,312 mil milhões e as nacionais caíram pouco mais de 1% para os 2,196 mil milhões, num total de 5,210 mil milhões de euros.

Portugal passa os 20 mil milhões

Nos valores mobiliários, o movimento é diferente. Apesar da queda em fundos de investimento domiciliados em Portugal, os valores mobiliários estão em estado de graça. De acordo com o relatório, o investimento em valores mobiliários nacionais cresceu 6,36% para os 20,522 mil milhões de euros, representado quase metade do total dos valores mobiliários, que se cifrou em 42,792 mil milhões.

Em termos de crescimento percentual, destaque para o aumento em valores mobiliários de países como Espanha (19%), Itália (17%), Grécia (17%) e Japão (213%)

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos