Tags: Estilo |

Uma exposição para os apreciadores dos símbolos da cidade de Lisboa


Muito embora a exposição não possa ser vista à segunda-feira, deixamos-lhe esta sugestão que claramente lhe pode encher as medidas no resto da semana. Até dia 22 de Junho, o Museu Bordalo Pinheiro, a Fábrica Bordallo Pinheiro e a EGEAC apresentam Vivinha a Saltar!, uma exposição que se divide em dois temas: As varinas de Bordalo e As novas sardinhas de Bordalo.

Em Vivinha a Saltar! reúnem-se dois símbolos da cidade: a varina, vendedora de peixe que chegou a Lisboa na segunda metade do século XIX e figura popular marcante da obra de Rafael Bordalo Pinheiro; e a sardinha, que se tem afirmado como ícone de Lisboa e das suas Festas.
 
No primeiro tema dedicado às varinas da obra artística de Rafael Bordalo Pinheiro, dá-se a conhecer, através de três núcleos – Etnografia, Humor e Ícone -, a forma como o artista construiu a sua imagem da varina. Podem ver-se provas originais de fotografia, peças bordalianas de pintura, desenho, gravura, faiança decorativa e serviços de uso comum das Caldas da Rainha.
 
Em As novas sardinhas de Bordalo, surge a sardinha de Bordalo até aos nossos dias, e juntam-se os mais recentes modelos cerâmicos assinados por artistas contemporâneos, a Coleção Sardinha by Bordalo, uma colaboração entre a EGEAC e a Fábrica Bordallo Pinheiro.

Além da de Bordalo, a colecção é composta por 21 sardinhas que foram a imagem das várias campanhas de comunicação das Festas de Lisboa, desde a original - criada em 2003 - até outras mais recentes apresentadas nos vários anos do Concurso de Sardinhas. Alguns projectos originais, variações e ensaios de adaptação destas criações à forma tridimensional da sardinha Bordallo, podem também ser vistos nesta exposição.

A exposição pode ser vista de terça a domingo, das 10h às 18h. 

Próximos eventos