Tags: Obrigações | Ações |

Um produto que se foca nas empresas resilientes


Já com o pé bem assente em 2015, esta é vez da CA Gest ter a palavra na rubrica “Um Fundo porque sim”. Ricardo Silva, selecionador de fundos da entidade, elege o Allianz Europe Equity Growth. Conheça as razões.

De entre os fundos de acções europeias monitorizados e aos quais temos exposição, gostaria de destacar o Allianz Europe Equity Growth, gerido desde 2009 por Thorsten Winkelmann. Ao longo dos últimos anos, o fundo tem surpreendido pela consistência de resultados e pela menor volatilidade apresentada quando comparado com os principais “peers”.

De acordo com a política de investimento do fundo, o Allianz Europe Equity Growth procura obter uma valorização do capital investido através de uma carteira de acções direccionada ao segmento “crescimento”, com maior “bias” em empresas de maior capitalização (“large caps”).

Em termos de filosofia de investimento, a gestão do fundo parte do pressuposto que os mercados tendem a sobrevalorizar as expectativas de crescimento em detrimento do crescimento estrutural de longo prazo.

A carteira centra-se portanto neste último segmento de empresas, que serão supostamente capazes de mostrar uma maior resiliência nas diferentes fases do ciclo económico. O “stock picking” é por isso a ferramenta por excelência de geração de alfa, por oposição ao “momentum” de mercado, que não é tido em consideração na selecção de acções. 

Da mesma forma, a escolha dos títulos é totalmente independente do “benchmark” de referência (Standard & Poor's Europe Large Mid Cap Growth Total Return), que apenas é considerado para efeitos de comparação de performance. Presentemente, cerca de 23% do fundo encontra-se investido no segmento de “consumer defensive”, logo seguido pelo sector tecnológico (19%) e pelo sector de industriais (15%). Em termos de desempenho, o fundo encontra-se no primeiro quartil em todos os horizontes temporais analisados (1,3 e 5 anos). Em termos de dimensão, o fundo apresenta activos sobre gestão (AUM) que ascendem a mais de EUR 7 mil mn.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos