Tags: Obrigações | Ações |

Um fundo que cumpre muito bem o seu objetivo de distribuição de rendimentos


Rui Castro Pacheco, Head of Asset Management do Banco BEST escolhe o produto Fidelity Global Multi Asset Income, em mais um desafio Funds People na rubrica "Um fundo porque sim".

Porquê este fundo?

A particularidade que me atrai neste fundo é o facto de, no início do ano, ser definido um montante a distribuir para esse ano e que é distribuído depois em quatro parcelas iguais, uma em cada trimestre. Por exemplo, quem subscreveu este fundo no início do ano recebeu quatro rendimentos de 1,368€ por cada ação/unidade de participação detida.

O desenho do fundo é próximo ao de uma obrigação que fixa a taxa para esse ano e depois paga os cupões trimestrais… só que aqui o rendimento é gerado através de várias fontes e de uma carteira muito diversificada que não fica dependente do desempenho de uma única empresa.

Para além de construir uma carteira de investimentos capaz de cumprir com o seu objetivo de distribuir anualmente um rendimento na casa dos 5%, a equipa de gestão tem ainda o objetivo suplementar de crescer o capital em mais cerca de 3% anual, ou seja, tem o objetivo global de retorno na ordem dos 8% (5% de rendimento e 3% de crescimento). Para o fazer, a equipa de gestão conjuga três estratégias distintas e que ganham maior ou menor ponderação consoante as condições de mercado percebidas. As três componente ou estratégias presentes no fundo são as seguintes:

(i) ativos de rendimento (essencialmente dívida com maior qualidade)

(ii) ativos de rendimento e crescimento (essencialmente dívida high yield)

(iii) ativos de crescimento (essencialmente ações)

Atualmente, a equipa considera que estamos numa fase de recuperação económica e ainda de descida na inflação.

 

A carteira atual está, por isso construída com as seguintes parcelas e características. 

 

O Banco Best comercializa este fundo na classe de distribuição de rendimento trimestral, precisamente porque considera que complementa muito bem uma carteira de investimento diversificada e porque vai ao encontro da busca por rendimento que se tem assistido ao longo dos últimos tempos. 

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos