Tags: Pensões |

Último ano nos fundos de pensões abertos


A análise a longo prazo é essencial para perceber os Fundos de Pensões Abertos, já que estes estão completamente orientados para a reforma. No entanto, um acompanhamento das rendibilidades a prazos mais reduzidos pode indicar o caminho que estes fundos estão a percorrer. Um desses prazos pode ser o de doze meses, que a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – publica mensalmente. Não podemos esquecer que a Associação evidencia que os resultados publicados são brutos de impostos, não sendo consideradas as comissões de subscrição e resgate. Além disso, também não consideram “outras comissões e encargos eventualmente suportados directamente pelos participantes, que variam de acordo com as condições estabelecidas no regulamento de gestão de cada Fundo”, segundo revela a Associação.

De todos os fundos de pensões abertos, cuja sua sociedade gestora faz parte da APFIPP, aquele que lidera no final do mês de agosto, para os doze meses anteriores, é o Protecção 2020 que se trata de um fundo com garantia de capital. Gerido pela BBVA Fundos, o fundo consegue uma rendibilidade de 4,6% com mais de 23 milhões de euros em património. Em termos de volatilidade, o fundo regista um “batimento cardíaco” de nível 3, ou seja, uma volatilidade entre os 2% e os 5%. Segundo a página da entidade na internet, o fundo tem investido mais de 85% em dívida pública.

Com ganhos de 2,9% vem o fundo Horizonte Segurança que é da responsabilidade da Ocidental Pensões. O produto regista uma volatilidade no mesmo patamar do que o fundo anterior, e fechou o mês de agosto com mais de 47 milhões de euros em ativos sob gestão.

A fechar o top3 vem mais um fundo com garantia de capital. Trata-se do Caixa Reforma Garantida 2022 que é da responsabilidade da CGD Pensões. Registou uma valorização de 2,8% mos últimos doze meses. O seu património ascende a quase 15 milhões de euros.

Mais dois fundos da Ocidental Pensões

Os restantes dois fundos que completam o top 5 são geridos pela Ocidental Pensões. Com ganhos de 2,7% vem o Turismo Pensões que regista quase 3 milhões de euros em património e uma volatilidade de nível 4, ou seja, entre os 5% e os 10%. No mesmo patamar de risco vem o Horizonte Valorização. Este fundo atinge ganhos de 2,6% no período com mais de 134 milhões de euros em património.

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos