Tags: Negócio |

Trio de ataque


As captações líquidas do fundos mobiliários em Portugal continuam a afundar. Segundo o relatório publicado pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – o saldo entre subscrições e resgates, no mês de abril, foi negativo na ordem dos 126 milhões de euros. Nos primeiros quatro meses do ano o saldo também é  negativo, atingindo mais de 456 milhões de euros.

Todos os meses de 2016 tiveram captações líquidas negativas (como se pode ver no gráfico em baixo), com o pior mês a ser o de janeiro, com o saldo entre subscrições e resgates a superar os 150 milhões de euros. Já o mês passado foi o segundo pior mês, com os seus 126 milhões de euros negativos.

Captações líquidas em 2016

Captac_o_es_liquidas_total_2016_ABril

Fonte: AFPIPP

Trio em destaque

Em Abril, apesar da existência de captações líquidas negativas, algumas entidades conseguiram ter mais subscrições do que resgates. A entidade que mais se destacou foi a Crédito Agrícola Gest com o saldo a superar os 3,3 milhões de euros. Realce para o facto do mês de abril marcar o lançamento, por parte da entidade, de três novos fundos de investimento: o CA Curto Prazo, o CA Dedicado Acumulação e o CA Dedicado Valorização.

Com mais de 2,6 milhões de euros surge a Optimize Investment Partners, com a Invest Gestão de Activos a ser a outra entidade que se destacou nesta perspetiva, com mais de 134 mil euros de saldo entre subscrições e resgates.

Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos