Tags: Alternativos |

Superam a dezena, as gestoras imobiliárias que conseguem crescer em 2015


Em 2015, mês após mês, os ativos sob gestão dos fundos imobiliários têm decrescido, situação que só em julho se reverteu, já que o conjunto dos ativos geridos pelos fundos de investimento imobiliário avançou no período 0,8% face a junho, para os 11.082,4 milhões de montante gerido.

Em termos gerais, as gestoras de fundos imobiliários, claro, acompanham esta tendência decrescente no montante que têm a seu cargo. Os últimos da APFIPP, mostram contudo que entre as 34 entidades consideradas pela Associação, existe um universo de mais de uma dezena (ver tabela abaixo) que consegue apresentar um crescimento positivo entre janeiro e julho.

A Gef, que tem 8 fundos a seu cargo e 287,7 milhões de euros de ativos sob gestão em julho, é a gestora com o crescimento percentual mais significativo em 2015: os dados da APFIPP apontam para um incremento de 123,3%. 

Um dos fundos com maior património da gestora trata-se do fundo fechado Amoreiras, que segundo os mesmos dados, apresentava em julho mais de 210 milhões de euros de ativos sob gestão. O grande avanço da entidade foi conseguido precisamente de junho para julho, altura em que o seu património cresceu 142,9%, e em termos absolutos 166,2 milhões de euros.

Bem mais modestos são os avanços protagonizados pelas gestora seguintes. A Imopolis, em termos percentuais cresceu 12,8% em 2015 para os 40,9 milhões de euros, que se “concentram” no único produto que têm sob gestão. O fundo fechado ImoDesenvolvimento foi criado em 1994 pelo período de dez anos, tendo posteriormente sido renovado. Segundo a informação da APFIPP de julho, o fundo tem em carteira um maior investimento em imóveis arrendados, que perfaz 79,23% da carteira.

No caso da Atlantic, cujo crescimento percentual de janeiro a julho foi de 12,4%, a gestora atingiu os 82,9 milhões de euros de volume sob gestão no final do sétimo mês do ano. A gestora gere 8 fundos fechados e o produto com mais ativos sob gestão denomina-se de Patrimóvel I. Segundo o site da entidade, este fundo foi criado em setembro de 2006.

A BPI Gestão de Activos tem neste segmento de negócio um incremento percentual de 8,3% e atinge os 192,3 milhões de euros de ativos geridos, no término de julho. Um dos fundos que a gestora tem a seu cargo, o Imofomento, é um dos produtos que se destaca em termos de retorno dentro da categoria de fundos abertos de rendimento.

Ainda acima de 5% de crescimento no ano destaque para dois nomes: a Orey Financial, que entre janeiro e julho já avançou 6,1% para os 12,2 milhões de euros, e a Norfin, que no ano já cresceu 5,1% para os 955,2 milhões de euros.

Gestoras de fundos imobiliários com crescimento percentual positivo nos sete meses do ano

Sociedade Gestora Variação desde o ínicio do ano (%)Ativos sob gestão no final de julho (milhões de euros)
Gef123,3%282,7
Imopolis12,8%40,9
Atlantic12,4%82,9
BPI Gestão de Activos8,3%192,3
Orey Financial6,1%12,2
Norfin5,1%955,2
MNF Gestão de Activos3,4%54,1
Square Asset Management 2,9%819,4
Floresta Atlântica2,1%38,4
Fundiestamo2,0%190,9
TF Turismo Fundos1,9%164,6
Refundos1,0%77
Invest Gestão de Activos 0,2%18,1
Fonte: APFIPP, 31 de julho
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos