Tags: Pensões |

Sobe-e-desce dos mercados observável no desvio padrão dos fundos de pensões


O sobe-e-desce dos mercados financeiros é perceptível através do desvio-padrão, o estimador mais simples da volatilidade em termos histórico. A contagem da Morningstar mostra-nos que os 57 fundos de pensões, com dados de 2013, tiveram uma volatilidade média de 4,34%. Já a mediana situou-se nos 3,74% e a skewness foi de 3,12, ou seja, houve mais valores acima da média com mais peso para a distribuição.

No último ano, a gestora de pensões que teve a maior volatilidade, foi a ESAF com um desvio-padrão médio de 7,69% em seis produtos analisados. De entre os produtos da casa, o mais “mexido” foi o ESAF PPA com um desvio-padrão de 20,82%, seguido do ES Multireforma Acções com uma volatilidade de 12,19%.

Perto da ESAF aparece a FUTURO com um desvio-padrão médio de 6,35% nos seus 8 fundos de pensões. Nesta gestora o destaque vai para o Futuro Acção PPA com uma volatilidade de 19,68%.

Já a terceira gestora mais “mexida” foi a Eurovida com 4,93% de média nos seus 3 produtos.

De entre as gestoras com menor desvio-padrão em 2013, a liderança coube à BPI Vida que obteve um indicador de 2,3% no seu único produto o BPI Vida PPR. Nas posições seguintes aparecem a BPI Pensões e a SGF – Sociedade Gestora de Fundos de Pensões com uma volatilidade de 2,59% e 2,67%, respetivamente.

O desvio-padrão das gestoras de fundos, em 2013, por ordem alfabética

(Análise Funds People a partir de dados cedidos pela Morningstar).
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos