Tags: Negócio | Multiativos |

Schroders prevê uma contínua procura global de rendimento


A Schroders acaba de anunciar que os ativos sob gestão do Schroder ISF Global Multi-Asset Income atingiram os 4 mil milhões de dólares, desde que o fundo foi lançado há menos de dois anos, com os fluxos de capital a serem provenientes da Ásia, Europa América Latina e Médio Oriente. No documento emitido pode ler-se que “este montante reflete a contínua e forte procura de rendimento por parte dos clientes a nível global, em particular devido ao contexto sustentado de crescimento económico relativamente fraco e taxas de juro baixas, conjugado com as rápidas alterações demográficas a que assistimos devido ao envelhecimento da população”.

O fundo gerido por Aymeric Forest e Iain Cunningham tem como objectivo pagar uma distribuição de cinco por cento ao ano em prestações mensais e trimestrais. Aymeric Forest afirma que: “o facto de termos uma abordagem sem limitações face ao índice significa que podemos procurar através de um vasto universo de investimento e evitar obter rendimento a qualquer preço.” O gestor acrescenta ainda que neste momento vê oportunidades nas ações de mercados emergentes, justificando que estas deverão ser suportadas por uma recuperação económica contínua. “Dentro das obrigações, mantemos uma subponderação na duração e estamos a dar destaque às exposições ao crédito, que envolve menos risco de taxas de juro, nomeadamente a dívida high-yield”, acrescenta ainda.

Carlo Trabattoni, Head of Pan-European Intermediary Distribution and Global Financial Institutions Group, acrescenta que “a procura de uma fonte de rendimento fiável e bem diversificada tem sido um tema importante nos últimos anos, e a clara apetência, que vimos a nível global, por produtos que possam oferecer este tipo de solução de rendimento sustentável mostra que não se trata de um fenómeno europeu, mas sim mundial”. O especialista acrescenta também que “isto é consistente com uma crescente procura por parte dos clientes de soluções orientadas para o resultado, mais do que produtos baseados no índice de referência, tal como tem sido sublinhado nos inquéritos que recentemente efetuámos junto dos clientes.”

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos