Saúde e energia são as melhores estratégias anti-crise na bolsa


Nos últimos cinco anos, os principais índices de referência desvalorizaram (Eurostoxx 50, -43,99%, S&P 500, -5,64% e MSCI World, -21,83%) levando a que os fundos de acções (61 fundos portugueses, de acordo com a categoria acções da Morningstar) também apresentassem, em média, descidas máximas superiores aos 54%.

Apesar deste cenário existem quatro fundos com recuos inferiores a 40%: os fundos sectoriais Caixagest Energias Renováveis e Montepio Euro Healthcare, que conseguiram ter as melhores estratégias anti-crise, recuando menos de 30% (-13,82% e -29%, respectivamente). Logo  de seguida está o BPI Reestruturações e o Santander E.F. Acções Defensivo cujas descidas máximas são de 32,7%e 35,3%.

Actualmente as cinco maiores posições no Montepio Euro Health Care são a Sanofi (9,30%), Roche Holding (7,90%), GlaxoSmithKline (7,60%), Novartis (7,45%) e AstraZeneca (6,27%). Este fundo tem uma rendibilidade anualizada a cinco anos de 4,12%, de acordo com a Morningstar. No que refere ao fundo Caixagest Energias Renováveis, as cinco maiores posições são Novenergia Ii Engy & Environment (50,74%), Pictet-Water-I (13,91%), Impax New Energy Fund (9,18%), MCO2 Luso Carbon (8,88%), Parvest Environment Opportunities (7,07%). A cinco anos, a rendibilidade anualizada deste fundo é negativa em 0,62%. 

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos