Tags: Alternativos |

São três os persistentes imobiliários no último ano


Os resultados dos fundos de imobiliário abertos – tanto os fundos abertos de rendimento como os de acumulação – não são os mais ‘simpáticos’ no último ano. Ainda assim existem três produtos que conseguem mostrar a sua força no período e, por isso, apresentar rentabilidades positivas.

Fundo VIP – o ‘veterano do mercado’

Tem 28 anos de existência e, segundo o site da Silvip (entidade gestora), no final de  2014 o produto tinha distribuído mais de 230,5 milhões de euros de rendimento. O produto pertence portanto à categoria de Fundos Abertos de Rendimento e, segundo as informações da APFIPP, com data de 27 de fevereiro, alcança no último ano um retorno anualizado de 2,6%.

A entidade destaca também que do conjunto de operações realizadas pelo fundo por exemplo a remodelação de “cerca de 10.000 m2 de escritórios no Edifício América em Lisboa, permitindo o seu arrendamento integral a uma grande Empresa de telecomunicações”. Em considerações à Funds People sobre o mercado  imobiliário nacional, António Serralha Ferreira, da gestora, destacava que os resultados obtidos pelo FII’s  ficam aquém do desejável pelos seus gestores “apesar de manterem uma competitividade interessante”.

CA Património Crescente – o “premiado”

A um ano, este que é um fundo gerido pela Square Asset Management, apresenta 2,4% de ganhos anualizados, segundo a Associação. Inserido na categoria dos Fundos Abertos de Acumulação, o produto acumula também prémios. Em 2014, pelo quarto ano consecutivo, foi distinguido com o galardão de melhor portfólio imobiliário nacional pelo Investment Property Databank (IPD).

À Funds People, numa entrevista recente, Pedro Coelho, administrador da entidade, explicou que o fundo apresenta “um histórico de subscrições líquidas positivas todos os meses”. Na base do sucesso do produto está, entre outros factores, o facto de este ser um fundo aberto de acumulação. “A lógica de um fundo aberto de acumulação,  na minha opinião, é o que faz sentido existir no mercado, já que, pelo contrário, num fundo de distribuição, mesmo que os participantes não queiram, existe um esvaziamento de liquidez”, referia por essa altura.

Imofomento – o “prata” dos abertos de rendimento

É gerido pela BPI Gestão de Activos, e segundo os dados da APFIPP de 20 de março, o produto apresenta a 1 ano um retorno de 1,1%. Tal como o fundo VIP, este produto também se insere na categoria dos Fundos Abertos de Rendimento, tendo sido lançado há pouco mais de 20 anos.

As informações disponibilizadas pela CMVM referem que a 3 de novembro de 2014 o fundo efetuava a sua 41ª distribuição semestral de rendimentos.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos