Tags: Negócio |

Santander Asset Management e Pioneer fundem-se: a gestora global manterá o nome da Pioneer Investments


O Banco Santander e os seus sócios Warburg Pincus e General Atlantic chegaram a um acordo de exclusividade e de princípios, sujeito à assinatura de um acordo definitivo, para a fundir a Santander Asset Management e a Pioneer Investments, e desta forma criar uma gestora de ativos líder na Europa e na América Latina. A empresa resultante, com aproximadamente 353.000 milhões de euros em ativos sob gestão no final de 2014, chamar-se-á Pioneer Investments.

Juan Alcaraz, atual CEO da Santander Asset Management, será o CEO da nova entidade, enquanto que Giordano Lombardo, atual CEO e diretor de Investimentos da Pioneer Investments, será o diretor de Investimentos da empresa resultante.

A empresa resultante terá uma maior diversificação tanto em mercados maduros como de alto crescimento em termos de produto, como também ao nível da base de clientes e canais de distribuição.

“A nova empresa terá uma capacidade de crescimento e rentabilidade maiores, um enfoque estratégico renovado e uma estratégia de crescimento sólido, criando uma empresa com um desempenho forte”, que teve entradas líquidas totais de 43.000 milhões de euros em 2013 e 2014.

“O acordo entre as gestoras beneficiará os clientes, já que resultará numa oferta de produtos e serviços mais ampla e de maior valor acrescentado”, defendem ambas as partes. Para além disso, os acordos de distribuição a longo prazo com o Santander e com o UniCredit supõem uma capacidade de distribuição no retalho sem precedentes na Europa e na América Latina e irão estar em consonância com a grande capacidade de distribuição institucional e de terceiros da entidade resultante. A estes factores junta-se o potencial de gerar sinergias importantes por via da venda cruzada de produtos complementares.

O acordo prelimiar dará lugar à criação de uma holding denominada de Pioneer Investments, que terá o controlo do negócio da Pioneer nos Estados Unidos, e a integração dos negócios da Pioneer e SAM fora dos Estados Unidos. A UniCredit e as empresas de private equity serão cada uma donas de 50% da holding, que por sua vez possuirá 100% da Pioneer US e 66,7% da integração dos negócios da Pioneer e SAM fora dos EUA, enquanto que o Santander será proprietário direto da participação restante de 33,3%. A nova empresa continuará a funcionar como uma gestora global, liderada por uma única equipa de gestão global, dedicada a satisfazer as necessidades dos nossos clientes a nível mundial. 

A operação supõe uma valorização do Santander Asset Management de 2.600 milhões de euros (incluindo a sua participação de 49,5% no Allfunds Bank) e Pioneer Investments em 2.750 milhões de euros. Warburg Pincus e General Atlantic farão um investimento de capital adicional na empresa como parte da transação. Esta operação não terá impacto material no capital do Grupo Santander. Depois de assinado o acordo de princípios, as partes trabalharão conjuntamente para assinar um acordo definitivo e vinculativo, que estará sujeito às autorizações regulatórias e societárias correspondentes.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos