Saiba quais são as categorias com maior rendibilidade em 2013


São 35 as categorias dos fundos de investimento mobiliário e fundos de pensões abertos que existem para a APFIPP. De entre as mais de três dezenas de categorias, são os fundos de poupança ações aquelas que mais se destacaram durante o ano de 2013, com uma rendibilidade média de 32,18%. A categoria engloba seis fundos, sendo que o destaque vai para o Santander PPA da Santander Asset Management que obteve uma rendibilidade média de cerca de 40%. Em segundo lugar na categoria aparece o fundo da ESAF, o Espírito Santo PPA enquanto o fundo da BPI Gestão de Activos, BPI PPA, fecha o pódio.

A categoria que obteve a segunda maior rendibilidade no ano anterior foi a de fundos de ações nacionais com ganhos de 24,45%. Pertence a esta categoria seis produtos de investimento com a liderança a pertence ao Santander Acções Portugal, do Santander Asset Management, com ganhos acima de 30%. Os fundos Banif Acções Portugal e BPI Portugal, da Banif Gestão de Activos e BPI Gestão de Activos respetivamente, ficam nos outros lugares do top 3 desta categoria.

Em terceiro lugar das categorias mais rentáveis do ano passado vem a fundos de acções setoriais com uma valorização média de 17,29%. Tal como as anteriores, são seis os número de fundos que pertencem a esta categoria. No top 3 aparecem dois fundos do Montepio Gestão de Activos: o Montepio Euro Telcos e ainda o Montepio Euro Healthcare. A primeira apresenta ganhos de quase 30% enquanto a segunda se fica pelos 21%. Fecha o pódio o fundo da Millennium Gestão de Activos, Millennium Eurofinanceiras, com uma valorização de 20%.

Existem outras categorias que apresentam rendibilidades médias no último ano acima dos 10%, tais como fundos de ações da U.E., Suíça e Noruega e fundos de ações da américa do norte

Apenas 5 das 35 ficaram negativas

A categoria que ficou no fundo em 2013 foi a fundos especiais de investimento de ações, que apresentou uma desvalorização de 12,52%. Também os fundos especiais de investimento mistos obteve uma desvalorização de 6,59%. As restantes categorias que perderam valor, em termos médios, foram: fundos de obrigações internacional, outros fundos de ações internacionais e outros fundos especiais de investimento.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos