Tags: Obrigações | Ações |

Sabe quais foram os melhores meses de 2014?


O ano passado foi atípico no que toca aos mercados financeiros. Tivemos um primeiro semestre vertiginoso que perdeu fulgor com o virar do semestre e das vicissitudes que aconteceram no verão passado e nos meses seguintes.O saldo ainda assim é positivo. Em termos médios, o crescimento mensal foi de 0,11%, segundo os dados publicados pela Morningstar.

Nos doze meses do ano, houve crescimento positivo em sete deles, sendo que a maior parte aconteceu nos seis primeiros meses do ano. O mês onde houve o maior crescimento do ano foi em fevereiro, com a subida média dos mais de duzentos produtos que compõem o mercado nacional a atingir os 1,52%. Com uma rendibilidade média de 1,25% figura, na segunda posição o mês de novembro.

Houve ‘efeito janeiro’ no ano passado?

Em termos históricos, o mês de janeiro costuma trazer rendibilidades aos mercados financeiros. Este fenómeno foi observado em 1980 por Donald Kiem que descobriu que o valor das ações das empresas norte-americanas subiam mais durante as primeiros semanas do início de cada ano.

Há diversos investidores que seguem esta “estratégia” na hora de investir. E será que no ano passado o mês de janeiro foi o melhor do ano passado? Não podemos esquecer que o “efeito janeiro” é apenas visível nos mercados de ações, pelo que é essencial verificar este fenómeno apenas nos fundos de ações.

Os dados publicados pela Morningstar mostram que em 2014 o mês de janeiro não foi o melhor para o mercado acionista. Aliás, nos doze meses do ano passado, apenas em metade deles os fundos de ações apresentaram rendibilidades positivas, com o melhor mês a ser o  mês de fevereiro com um crescimento médio de 3,70%, seguindo-se o mês de novembro com 2,54%. O primeiro mês do ano trouxe aos fundos de ações uma rendibilidade média de 0,8%.

Em conlusão, a média do crescimento mensal dos fundos de ações foi negativa e situou-se nos -0,03%.

Rendibilidades médias dos meses do ano passado

(a azul a rendibilidade média dos mais de duzentos fundos nacionais; a vermelho a rendibilidade média dos cerca de 55 fundos de ações)
Fonte: Morningstar no último dia de negociação de cada mês do ano passado. Os fundos de ações analisados são classificados por “Equity” pela Morningstar.
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos