Rumo à diversificação em Agosto


A heterogeneidade de geografias, sectores e casas internacionais presentes nos dez fundos mais subscritos no ActivoBank, Banco Best e Banco BiG denota o caminho da diversificação e balanceamento do risco, princípios incluídos nas carteiras modelo aconselhadas por estas entidades.

No oitavo mês do ano e, de acordo coma equipa de seleção do ActivoBank, há um especial destaque “para os fundos Balanced e Growth da UBS. Adicionalmente surgem os fundos Templeton Global Bond, Fidelity Funds Germany e PIMCO High Yield Bond que já fizeram parte das nossas carteiras modelo no passado. No geral, este top revela algumas realocações dentro dos investimentos em obrigações assim como um ligeiro investimento em obrigações em detrimento de ações”.

Rui Castro Pacheco, subdiretor de investimentos do Banco Best, revela que “o top de fundos deste mês foi claramente dominado pelos fundos de ações” embora “o fundo com mais subscrições seja um fundo de obrigações high yield gerido pela Axa”. Razão para esta liderança é o facto de “dentro dos fundos de obrigações, a categoria high yield e nomeadamente este fundo estarem a captar subscrições de forma consistente desde finais do ano passado, tendo conseguido apresentar rendibilidades interessantes mesmo no atual contexto de dificuldade para as obrigações”, explica.

Quanto aos fundos de ações visíveis nos dez mais do mês de Agosto no Best, “aparecem várias estratégias (, setores e regiões o que nos leva a supor que os investidores estão de acordo quanto ao facto de que as melhores oportunidades podem estar nas ações, existindo alguma diversidade quanto às regiões ou setores que melhor podem acrescentar valor”, sublinha o subdiretor de investimentos.

No Banco BiG as directrizes do Fund Advisor, serviço oferecido pela entidade fazem sentir-se, referindo Isabel Soares que “o rebalanceamento dos riscos das carteiras foi um ponto fundamental das novas recomendações que previam (em alguns casos) a inclusão do fundo Fidelity Global Strategic Bond e o reforço de fundos como Pioneer Amundi Global Aggregate ou Pioneer Multi Asset Real Return”. Além disso, acrescenta que “a procura dos investidores por fundos de obrigações com elevado potencial de valorização e cupões interessantes justifica os inflows registados no fundo BNY Mellon Emerging Markets Debt Local Currency (segundo fundo do top ten)”.

Franklin Templeton é a gestora mais repetida

Entre as três plataformas, verifica-se a variedade de providers de fundos de investimento com 14 nomes de gestoras internacionais neste ranking. Os fundos da Franklin Templeton contam com cinco presenças no conjunto dos trinta fundos, ou seja, o top ten de cada entidade, seja na versão de fundo sectorial como o Franklin Biotechnology Discovery ou em geografias de investimento determinadas como Europa no segmento de ações, tanto estilo growth como value, ou ainda um global de obrigações.

Nos dez mais do Best, Rui Castro Pacheco salientou a Alken que é uma “gestora (relativamente) pequena completamente especializada e dedicada à análise e research de ações europeias tendo por base o seu fundo European Opportunities que declina em duas variações, o Absolute Return que junta posições curtas em empresas pior classificadas no seu sistema interno de avaliação de empresas e o Small Cap Europe que investe apenas nas empresas de menor capitalização cobertas pela Alken”.

Temáticas diversificadas e investimento na oportunidade

Ações de empresas europeias tanto selecionadas sob o estilo valor ou crescimento, ações norte-americanas, especialmente estilo valor, fundos Japão, China ou Alemanha identificam-se nas compras de Agosto. A complementar os sectoriais de energia, biotecnologia e bens de luxo. Nas obrigações a abrangência global é a preferida com uma leque grande de opções que incluem, naturalmente, o high yield e a dívida emergente. 

Os investidores seguem hoje o princípio da diversificação e tentam acertar no momentum.

Isabel Soares do Banco BiG apontou a China como “uma temática que continua a atrair as atenções de muitos investidores”, assim como o segmento de dívida emergente que tem sido fortemente penalizado no decorrer do presente ano, mas que muitos consideram que poderá agora transaccionar a desconto, permitindo aos investidores um vector de rendimento interessante”.

 

TOP TEN DOS FUNDOS

MAIS COMPRADOS EM AGOSTO

 ActivoBankBanco BESTBanco BiG
1UBS(Lux) SF Balanced (EUR) N Acc        AXA WF Global High Yield Bonds E EURFidelity Funds - Global Strategic Bond
2TEMPLETON Global Bond N                 Credit Suisse Equity Fund (Lux) Global Prestige B EUR AccBNY Mellon Emerging Markets Debt Lc Crcy
3UBS(Lux) SF Growth (EUR) N ACC          Allianz Europe Equity Growth CT EUR AccPioneer Funds Multi Asset Real Return
4Fidelity Funds European High Yield A    Alken Fund European Opportunities A EUR AccAmundi Funds Bond Global Aggregate
5Schroder ISF Euro Equity B                      Franklin Biotechnology Discovery N USD AccTempleton Global Bond Fund
6Fidelity Funds Germany A                Alken Fund Absolute Return Europe A EUR AccBNY Mellon Global Real Return Fund EUR
7UBS(Lux) SF Yield (EUR) N Acc         Alken Fund Small Cap Europe R EUR AccBNY Mellon Global Long Term Global Eq Fd
8PIMCO GIS High Yield Bond (ACC) E       Schroder ISF European Dividend Maximiser B EUR IncBlackRock World Energy Fund (Hedged)
9INVESCO Nippon Small Mid Cap Eq Fund E  Franklin European Growth N EUR AccFidelity Funds-China Focus Fund Dist
10AMUNDI F Equity US Relative ValueVontobel Fund - US Value Equity C USD AccFranklin Mutual European Fund

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos