Tags: Obrigações | Ações | Europa | EUA |

Reuniões de Ministros das Finanças e 'outlook' económico marcam esta semana


Os próximos cinco dias começam com estatísticas do INE sobre o índice de volume de negócios, emprego, remunerações e horas trabalhadas na indústria, em Agosto. Na Alemanha, tem lugar uma conferencia conjunta do Banco Central Europeu (BCE) e Reserva Federal  norte-americana (Fed) sobre financiamento bancário e no Luxemburgo tem início uma reunião de dois dias entre os ministros das finanças europeus. Na Zona Euro é divulgado, ainda, o nível de confiança dos investidores.

Terça-feira, o Fundo Monetário Internacional (FMI) publica o 'outlook' económico mundial e, em Portugal, o INE publica os índices de novas encomendas na indústria - total, mercado nacional e mercado externo, em Agosto- , o de custos de construção de habitação nova e o de preços de manutenção e reparação regular da habitação, também em Agosto.

Quarta-feira, a Fed publica “livro bege” com condições económicas do momento actual e são conhecidas mais estatísticas relativas ao mês de Agosto publicadas pelo INE: comércio internacional, índice de produção, emprego, remunerações e horas trabalhadas na construção e obras públicas e nos serviços. Nos EUA são publicados os stocks grossistas, em Agosto, com as estimativas a apontarem para um aumento de 0,4%, contra o de 0,7% no mês anterior.

Penúltimo dia da semana, em Portugal, sai o índice de preços no consumidor, em Setembro, e nos EUA é conhecido o saldo da balança comercial, em Agosto; os economistas estimam que haja um agravamento desta para -43,9 mil milhões de dólares, face ao saldo anterior de -42 mil milhões de dólares.

A semana fecha com a JP Morgan a publicar os resultados do terceiro trimestre assim como o Wells Fargo. Na Zona Euro saem os valores da produção industrial em Agosto, cuja estimativas apontam para uma quebra de 0,3%, depois de um crescimento de 0,6% no mês anterior. Nos EUA conhece-se o índice de preços na produção, em Setembro, e a confiança dos consumidores, medida pela Universidade de Michigan, em Outubro, sendo esperada uma diminuição dos anteriores 78,3 pontos para os 77,5 pontos.

Destaque ainda para a realização, entre segunda e quinta-feira, de leliões de dívida pública, concretamente dois na Alemanha, dois em Itália, um em França e outro na Grécia.

O Mais Lido

Próximos eventos