Tags: Pensões |

Retorno do fundo dos certificados de reforma em queda


O fundo dos certificados de reforma, segundo o último folheto informativo do Instituto de Gestão de Fundos da Segurança Social, com dados de 8 de Agosto, apresentou uma rendibilidade de 3,54% nos últimos 12 meses, um valor que diminuiu comparando com os dois meses anteriores.

 

Em Junho a rendibilidade do fundo conhecido como PPR do Estado era de 5,87%, um valor que caiu para os 4,73% em Julho, segundo o folheto que data o dia 8 desse mês, agora também revelado pelo mesmo Instituto.

 

Na composição da carteira do fundo, de Julho para Agosto, a rendibilidade a um ano de todos os activos caiu. As acções, que em ambos os meses apresentam o melhor desempenho na carteira de entre todos os activos, viram a sua rendibilidade cair de 22,21% para os 9,75%.

 

No caso da dívida OCDE Ex-DP portuguesa o seu retorno a 12 meses passou de 4,24% para os 3,63% de um mês para o outro. No que diz respeito à queda da rendibilidade a um ano da dívida pública a descida foi de 0,24% de Julho para Agosto.

 

Também no que diz respeito ao peso dos activos na carteira do fundo houve uma diminuição de predominância, execepto nas acções. Este tipo de activos conseguiu de um mês para o outro aumentar o seu peso de 15,13% em Julho para 18,50% a 8 de Agosto, o que perfaz 5,15 mil milhões de euros de valor de mercado.

 

Na liquidez o decréscimo de peso foi significativa, já que a 8 de Julho tinha uma presença de 0,80% na carteira, que diminuiu para 0,24% um mês depois. Esta queda traduziu-se numa redução de valor de mercdo de 219,34 mil euros para 66,01 mil euros a 8 de Agosto.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos