Tags: Obrigações | Ações |

Rendibilidade do fundo dos certificados de reforma desce para 5,23%


 

A rendibilidade do fundo dos cettificados de reforma, também conhecidos por PPR do Estado, recuou para 5,23% de 8,17% no mês anterior, de acordo com o folheto informative de Fevereiro, divulgado pelo Instituto de Gestão de Fundos, da Segurança Social.

Na composição da carteira do fundo houve um decréscimo na rendibilidade a um ano de todas as categorias de activos, mais acentuada na dívida OCDE e nas acções, tendo sido ainda registado novo aumento da liquidez.

De acordo com o folheto informative, a rendibilidade a 12 meses da dívida OCDE Ex- DP portuguesa recuou para 5,76%, de 10% um mês antes, tendo a das acções descido para 15,08%, de 20,58% em Janeiro.  No caso da dívida pública portuguesa, o decréscimo no retorno a um ano foi para 2,20%, menos cinco pontos percentuais que há cerca de um mês.

Na liquidez assistiu-se a um novo aumento, tendo passado para 101,83 mil euros (peso de 0,39% na carteira), de cerca de 75 mil euros (0,29% de peso) em Janeiro (em Dezembro o peso era de 0,16%).

Quanto ao valor de mercado da carteira do fundo dos certificados de reforma, este atingiu 26,14 milhões de euros, o que representa um aumento face ao valor de Janeiro, que se situava em 25,88 milhões, de acordo com o folheto informativo.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos