Relíquias Bárbaras e Moeda Fiduciária


A melhoria das estimativas para o défice orçamental dos Estados Unidos, e a consequente diminuição das necessidades de emissão de nova dívida federal, tem vindo a servir de base para uma provável alteração do calendário e da dimensão do plano de compra de activos actualmente em implementação pela Reserva Federal. As incertezas quanto ao anúncio efectivo dessas alterações não têm impedido diversos ajustamentos na percepção do risco inerente a diversos activos financeiros, destacando-se, genericamente, a subida das taxas de juro em mercado secundário da dívida soberana, desvalorizações cambiais de várias moedas face ao Dólar, recuperação substancial do preço do Ouro, recuperação do preço do Petróleo.

Merece uma referência especial a violência e a rapidez do movimento de desvalorização da moeda da Índia, com o pior desempenho em Agosto desde meados de 1992. A existência de um défice orçamental substancial, a existência de saldos fortemente negativos da balança de transacções correntes e o reposicionamento de carteiras dos investidores estrangeiros (decorrente de um enquadramento global de liquidez menos favorável) acabou por potenciar um movimento consistente de aumento das importações de Ouro, no sentido de se procurar alternativas de reserva de valor face à manifesta incapacidade da Rupia indiana conseguir valores estáveis no mercado cambial. Denominado em unidades da moeda fiduciária emitida pelo Banco Central da Índia, esse fóssil monetário atingiu o valor mais elevado de sempre, mesmo perante um conjunto de medidas regulatórias e legislativas que visam travar a compra de Ouro, recorrendo, inclusivé, à criminalização dos incumpridores. Noutras épocas e noutras geografias, o controlo de capitais tem normalmente associado alguma variante de confisco de fundos, gerando uma quebra de confiança na capacidade do papel-moeda servir de reserva de valor, criando um círculo vicioso não facilmente invertível.

Não me parece que seja esse o caminho para uma estabilização sustentada do câmbio da Rupia, uma vez que as condições de partida para a forte desvalorização permanecem válidas, e o controlo de capitais terá como implicação o despertar do mais básico sentimento de medo (e quando se dança com o urso, a dança só acaba quando o urso pára de dançar). 

Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos