Tags: Negócio | Ações |

Recursos fora de balanço no BCP crescem 1,8% no último ano


Depois do Banco BPI foi a vez do Banco Comercial Português apresentar as suas contas relativas aos primeiros nove meses do ano. O banco liderado por Nuno Amado registou um resultado líquido de 264,5 milhões de euros entre o final do ano passado e o último dia de setembro. Este valor contrasta com o prejuízo apresentado no mesmo período no ano passado. Já o lucro consolidado apenas do terceiro trimestre foi de 23,8 milhões de euros.

Analisando os recursos fora de balanço, estes cresceram 1,8% para 12.271 milhões de euros. Nesta rubrica, o maior aumento foi registado nos ativos sob gestão que passaram de 3.561 para 3.741 milhões de euros, ou seja, um incremento de 5%. Já nos produtos de capitalização a valorização foi de 0,4% para 8.530 milhões de euros. Em termos totais, os recursos de clientes aumentaram 0,5% para 65.237 milhões de euros.

A mesma tendência foi notada nas comissões líquidas. Nesta categoria registou-se um aumento de 2,8% para um total superior a 520 milhões de euros. Também as comissões na gestão de ativos deram um “empurrão” com um aumento de 3,6% para quase 30 milhões de euros.

Próximos eventos