Tags: Negócio |

Recursos fora de balanço da CGD avançaram no 1.º trimestre do ano


A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já deu a conhecer  os seus números referentes à atividade consolidada do banco no primeiro trimestre de 2015. Segundo a informação que a instituição bancária revela à CMVM, nos primeiros três meses do ano foram apresentados prejuízos de 8,9 milhões de euros. O relatório da entidade realça que estes resultados se devem principalmente “à venda ocorrida do negócio de seguros”.

Recursos fora de balanço avançam

Relativamente aos recursos fora de balanço as notícias são mais positivas para a CGD. O banco nos primeiros três meses do ano alcançou 28.626 milhões de euros nesta rubrica, o que se traduz num crescimento de 4,9% face ao início de 2015, ao passo que comparando com o mesmo período do ano passado, o incremento é de quase 11%.

As comissões líquidas do banco, por seu lado, pouco variaram comparativamente com o período homólogo. No final de março de 2014 a CGD apresentava 126,5 milhões de euros a este nível, enquanto um ano depois o valor das comissões líquidas se cifrava nos 126,3 milhões de euros.

Fundos em expansão

No que refere aos fundos de investimento, o relatório com a atividade consolidada salienta ainda que no segmento das Empresas a captação de recursos aumentou 7,9%, destacando-se o incremento significativo  - de 35,7% - dos fundos de investimento, no período. Também no segmento de clientes particulares a totalidade dos produtos de Captação cresceu 3,4%, salientando-se o aumento verificado tanto dos fundos de investimento, quer dos Seguros Financeiros (24,6% e 22,3%, respetivamente).

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos