Tags: Gestores | Ações |

‘Quiz 2’ aos gestores de fundos de ações nacionais: “Não se pode perder a noção do valor intrínseco dos títulos”


De que forma prepararam a carteira do vosso fundo para este novo ano?

A politica de investimento do fundo mantem-se inalterada, uma vez que os temas que impactam os mercados não se alteraram na transição do ano. Já se efectuou algumas alterações de posicionamento, mas nada de grande relevo.

- Quais os principais receios que têm em relação ao PSI 20 neste momento?

Os prinicpais receios que temos neste momento centram-se nos setores da banca, matérias-primas, e na exposição a mercados emergentes cujas economias dependam também elas da produção de matérias-primas. A entrada em vigor da nova regulamentação europeia sobre resolução bancárias e a surpreendente alteração do perímetro de resolução dos BES, afetando alguma divida sénior transferida para o Novo Banco levantam questões de ordem económica e jurídica que na nossa opinião poderão ter um impacto negativo nos bancos cotados. A continuação da queda do preço do petróleo e, mais recentemente, da pasta de papel também são uma preocupação, já que tem impacto directo na valorização da GALP e ALTRI, enquanto a deterioração do enquadramento macro nos mercados emergentes penaliza as empresas a ela expostas, designadamente se em fim de ciclo de investimento ou sem atividade recorrente.

- Quais as principais esperanças/ oportunidades que veem no PSI-20?

Há setores de mercado com valorizações deveras atraentes como o dos media. É um setor que pode beneficiar duma reavaliação do valor dos conteúdos após os recentes contratos firmados entre operadores de telecomunicações e clubes de futebol.

- Como se reage a quedas para mínimos como as que aconteceram nos últimos dias?

Nestes momentos de grande volatilidade, temos de tentar não perder a noção do valor intrinseco dos títulos. As grandes quedas normalmente oferecem boas oportunidades para reforçar posições em titulos que negociam abaixo do seu fair value.

- George Soros comparou o quadro atual à crise de 2008, o Royal Bank of Scotland aconselha os investidores a venderem todas as posições, a SocGen diz que o S&P 500 pode afundar 75%... Como se gere fazendo "ouvidos moucos" a este tipo de noticias?

Essas noticias têm de ser tidas em conta. No entanto, o mercado nunca cai ou sobe de forma linear. Haverá sempre momentos de movimentos bruscos revertendo periodicamente a tendencia geral do mercado. Estas reversões são sempre oportunidades – tanto para vender como para comprar. 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos