Tags: Pensões |

Quem tem o maior volume sob gestão em fundos de pensões fechados?


Depois de lhe termos dado conta do ranking atualizado das gestoras de fundos de pensões que tinham um montante mais elevado sob gestão no final do segundo trimestre do ano, hoje apresentamos-lhe as entidades com um património mais “avultado” ao nível dos fundos de pensões fechados, a maior categoria de fundos de pensões em Portugal.

A maior gestora de fundos de pensões do mercado nacional é também aquela que mais dinheiro gere em fundos de pensões fechados. Falamos claro da Ocidental Pensões, que dos 4.947,6 milhões de euros volume total gerido, apresenta aproximadamente 4.729 milhões de euros em fundos fechados, segundo as informações trimestrais da APFIPP com dados de final de junho.

Ao nível destes fundos que são patrimónios afectos ao financiamento do plano de pensões de apenas um associado ou de vários associados mas com um vínculo empresarial entre si, a Ocidental Pensões apresenta cerca de 25 fundos de pensões Fechados. Destacam-se nesta oferta, por exemplo, o maior fundo de pensões fechado, pertencente ao Millennium BCP, e, como explicava Valdemar Duarte à Funds People no início do ano, ainda o maior fundo de pensões fechado não financeiro, do Grupo EDP.

A CGD Pensões, que no final de junho tinha 3.343,5 milhões de euros de montante sob gestão e uma quota de 19,1%, reúne cerca de 2.805 milhões de euros neste segmento de produtos. Segundo os dados da APFIPP do final do segundo trimestre, a gestora tem a seu cargo mais de uma dezena de fundos de pensões fechados.

A BPI Vida e Pensões, por seu lado, reúne mais de 2.012 milhões de euros na sua gama de fundos de pensões fechados, enquanto que a  GNB – SGFP apresenta nestes produtos 1.765 milhões de euros de montante gerido. Na página online da entidade é feita referência a fundos de pensões fechados, como os da Robbialac ou da SIBS. 

Fonte: APFIPP, 31 de junho 
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos