Tags: Consultoria |

Quem mais cresceu na gestão de patrimónios no último ano?


No final de fevereiro passado os ativos sob gestão das entidades que gerem patrimónios e que são associadas da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP - ascendiam a 58.264 milhões de euros. Comparativamente ao final do mesmo mês de 2015, esse valor representa um incremento de 3,34%, ou seja, registou-se um crescimento superior a 1.800 milhões de euros. De realçar que os dados da APFIPP representam o mercado nacional em cerca de 91,4%, de acordo com os dados do valor global das ‎carteiras sob gestão discricionária publicado pela CMVM.

Para este crescimento anual contribuíram cinco entidades nacionais que gerem patrimónios, com o maior aumento a ser registado na GNB Gestão de Ativos. Entre o final de fevereiro de 2015 e o mesmo mês deste ano, o crescimento foi de 154%, passando para um valor total de 2.889 milhões para 7.360 milhões de euros. No espaço de um ano o aumento, em termos monetário, cifrou-se em 4.471 milhões de euros.

O segundo maior aumento percentual foi registado na Optimize Investment Partners. No período em questão o crescimento situou-se em 4,15%, com os ativos sob gestão a passarem de 98 para 102 milhões de euros.  Com um aumento de 2,39% surge, logo de seguida, a Montepio Gestão de Activos. No final de fevereiro os ativos sob gestão somavam mais de 1.425 milhões de euros, mais 33 milhões de euros do que no mesmo mês de 2015.

Na BPI Gestão de Activos foi sentido o segundo maior aumento monetário. Essa evolução cifrou-se em 167 milhões de euros, o que fez com que a entidade somasse, no final de fevereiro passado, mais de 7.767 milhões de euros.

As entidades que gerem patrimónios em Portugal

Fonte: APFIPP no final do mês de fevereiro.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos