Tags: Alternativos |

Que fundos imobiliários têm em carteira UPs de outros fundos de investimento?


O mês de agosto trouxe, ao segmento dos fundos imobiliários, um acréscimo no que toca aos ativos sob gestão, segundo os cálculos da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP. Contrariamente ao que foi publicado pelo regulador – decréscimo de 0,2% - , os dados das entidades que estão registadas na Associação evidenciam um acréscimo de 0,4% para mais de 11.130 milhões de euros. Esta diferença é explicada pelo número de fundos que constam na CMVM (244) e na APFIPP (246), o que se pode resumir aos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI).

A composição do mercado ronda os 250 produtos, sendo que desses apenas 14, segundo a APFIPP, tinham em carteira, no final do mês passado, unidades de participação (UPs) de outros fundos imobiliários. Em termos totais, o investimento em UPs ronda os 84,6 milhões de euros o que representa apenas 0,76% do total investido. Grande parte desse valor – 77,474 milhões – está investido em fundos imobiliários com o restante montante a estar aplicado em fundos mobiliários.

Entre os 14 produtos que investem noutros fundos imobiliários, aquele que tem maior percentagem é o Caixa Reabilita gerido pela Fundger. No final de agosto, mais de 90% da carteira estava aplicada em UPs de fundos imobiliários.  O fundo tem um volume sob gestão superior a 10 milhões de euros e no prospeto do produto pode ler-se que “investirá em unidades de participação de fundos de investimento imobiliário, nacionais ou internacionais, com elevado potencial de crescimento e valorização por investirem em centros urbanos consolidados e estarem expostos a projetos de reabilitação e revitalização urbana”.

Existem, ainda, mais quatro produtos de quatro casas de investimento que investem mais de 10% da sua carteira em UPs de fundos imobiliários. Com mais de 29% da carteira aplicada nestes ativos surge o Imopopular da responsabilidade da Popular Gestão de Activos, seguindo-se o Bonança I da Fundger com mais de 24%. Já com 22% figura o Renda Predial da Interfundos e com  17% o Imorecuperação da Santander Asset Management.

Interfundos é a entidade que mais investe

Além de ser a maior entidade do mercado imobiliário em Portugal, a Interfundos é também a gestora que mais investe em UPs de outros fundos imobiliários. De acordo com a publicação da Associação esse investimento ronda os 39 milhões de euros, ou seja, quase 3% do total da entidade.

Entre as sete entidades que fazem este tipo de investimento nas suas carteiras, aquela que regista uma percentagem maior é a Popular Gestão de Activos. O investimento na gestora em Unidades de Participação de fundos imobiliários atinge os 8,6 milhões de euros, o que representa cerca de 10% do total da entidade.

 

 

 

Destaque, também, para a Fimoges que investe 5% dos mais de 164 milhões de euros que compõem os seus ativos sob gestão em UPs de outros fundos imobiliários.

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos