Tags: Negócio |

Quatro ações para explorar o tema dos millenials


Os denominados millenials, também conhecidos como a geração Y, representam aproximadamente 21% da população britânica e um total de 92 milhões de pessoas nos Estados Unidos, o que os converte na geração mais numerosa na história do país, superando inclusive a dos baby boomers. Embora não haja consenso sobre o intervalo da idade exata que define os millennials, diversos estudos demonstram que as pessoas entre os 20 e os 30 anos gerem as suas finanças de forma muito diferente do que as gerações anteriores.

Segundo Craig Bonthron, gestor da Kames Capital, os millenials tendem a concentrar os seus gastos em atividades de ócio, como cozinhar ou comer fora, em vez de adquirir bens materiais. Mais exigentes do que os seus antecessores, consumem alimentos mais saudáveis e de maior qualidade. Mas esta procura pela qualidade não acaba por aqui. “Na hora de criar raízes, algo que está a suceder mais tarde em comparação com as gerações anteriores, os millennials exigem standards de qualidade muito altos na construção ou na melhoria de infraestruturas que os rodeiam, como por exemplo, no seu lar”, acrescenta Bonthron. Neste sentido, o gestor encontra várias ações que estão bem posicionadas para explorar o tema dos millenials.

Ingredion e Kerry

“A norte-americana Ingredion e a irlandesa Kerry são duas empresas internacionais que providenciam ingredientes alimentares para marcas de produtos de alimentação e marcas brancas de grandes cadeias de supermercados que, desta forma, podem desenvolver novos produtos para satisfazer as necessidades dos consumidores e adaptar-se aos novos gastos e tendências, como o abandono da comida preparada tradicionalmente, elaborada com ingredientes processados, a favor de alimentos frescos, ecológicos e mais saudáveis. Também se observa um forte crescimento entre as pequenas marcas de nicho. Assim, estas empresas de ingredientes estão a experimentar uma procura crescente, já que podem apoiar tanto a necessidade de adaptação de grandes marcas mundiais como o crescimento das novas marcas de nicho. Embora, em certa medida, a Ingredion e a Kerry concorram a nível mundial, tendem a especializar-se em nichos diferentes”.

Mohawk Industries

A Mohawk é uma cotada norte-americana especializada no desenho e fabricação de pavimentos residenciais e (em menor medida) comerciais. A empresa, que começou por fabricar carpetes, tem vindo a diversificar o seu negócio com aquisições e agora produz diferentes tipos de pavimento (cerâmico,vinil...) e opera em diversas regiões. Grande beneficiária da atividade de reparação e reabilitação de vivendas (R&R) tão frequente nos EUA, trata-se de um negócio muito bem gerido que é líder num mercado muito fragmentado graças ao seu tamanho, rede de distribuição e à sua liderança em custos face à concorrência. Mohawk será beneficiada quando os millenials começarem a formar famílias e a mudar dos seus apartamentos na cidade para casas em bairros residenciais. Embora este movimento ainda não tenha acontecido, não se adiará eternamente, pelo que o gasto em R&R aumentará significativamente nos próximos cinco anos, o que é positivo para a Mohawk”.

Mednax

“É uma empresa norte-americana que fornece serviços de radiologia, anestesia e cuidados neonatais em hospitais dos EUA. Os cuidados neonatais (sob a marca Pediatrix) representam a origem e a parte mais importante do negócio. O número de bebés prematuros ou doentes é diretamente proporcional ao número total de nascimentos que um país regista e, nos EUA, as taxas de natalidade estão há vários anos em níveis inferiores à sua média histórica. Embora os norte-americanos tendam a ter filhos antes dos britânicos ou europeus (em média aos 25 anos), os millenials atrasaram esta decisão por motivos geracionais e económicos, pelo que as taxas de natalidade ainda têm que recuperar para refletir os dados demográficos. Como no caso da Mohawk, espera-se que as famílias provoquem um aumento das taxas de natalidade nos próximos cinco anos, o que resultará benéfico para a Mednax para a relação direta”.

 

Empresas

Próximos eventos