Tags: Negócio | EUA |

Quase 40% dos investidores norte-americanos reconhece que necessita de mais assessoria


São quase 40% dos investidores de retalho norte-americanos a afirmarem que necessitam cada vez mais de assessoria financeira. Esta é uma das principais conclusões da última edição do relatório U.S. Retail Investor Advice Relationships 2013: Sorting Out the Winners and the Losers, no qual a consultora norte-americana Cerulli Associates analisa a relação entre os fornecedores de serviços financeiros e os investidores de retalho através de vários ângulos: a partir da captação de clientes, até ao serviço de assessoria, passando pela gestão de investimentos, pelas tarifas e  finalmente pelas estratégias de fidelização. 

Um dos desafios que a indústria de advisory enfrenta é ajudar os potenciais clientes a perceberem o valor que um a assessor financeiro oferece”, explica Roger Stamper, analista sénior na Cerulli. “A boa notícia é que os investidores mostram-se cada vez mais interessados em receber assessoria em relação às suas carteiras. 37% dos participantes do nosso questionário indicaram que as suas necessidades de assessoria tinham aumentado”. 

Na opinião da Cerulli, os fornecedores não deveriam competir entre si, mas sim orientar-se para um segmento menos explorado que lhes permita ampliar a sua quota de mercado. Mais concretamente a consultora destaca o potencial oferecido por aqueles clientes que ainda não estão muito convencidos do valor envolvido quando se recebe aconselhamento profissional. “Em vez de tentarem convencer os clientes que, em geral, já estão convencidos com a assessoria que recebem, as empresas têm a oportunidade de se orientarem para um novo segmento de clientes”, afirma o especialista da entidade. “Ampliar a base total potenciais clientes é a única forma de todo o sector sair a ganhar”, conclui. 

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos