Quais os fundos que superam os 10% de retorno nos últimos cinco anos?


Nos últimos cinco anos o mercado nacional foi afetado por diversos factores, onde se destacam a entrada da Troika em Portugal e ainda a crise que assolou o Banco Espírito Santo. Nesse período, também a indústria de fundos de investimento foi afectada, embora existam produtos que consigam manter a sua rendibilidade anualizada com dois dígitos. Nestas circunstâncias aparecem onze produtos, que apresentam uma rendibilidade média que supera os 12%, segundo os dados disponibilizados pela Morningstar.

À cabeça aparece um fundo sectorial que é gerido pela Montepio Gestão de Activos. Trata-se do Montepio Euro Healthcare, que no período em análise consegue ter uma valorização anual acima de 15%. Investindo no sector da saúde, este fundo tinha no final de março mais de 15 milhões de euros em ativos sob gestão, com as principais posições em carteira a pertencerem às cotadas Sanofi, Novartis, Bayer ou Roche.

O segundo fundo mais rentável é o Invest AR PPR, gerido pela Invest Gestão de Activos. Nos últimos cinco anos a rendibilidade anualizada deste produto é de 13,34%. Com cerca de 6,5 milhões de euros em património, o fundo investe em títulos de dívida soberana, com Espanha e Portugal a dominarem as maiores posições.

No lugar mais baixo do pódio surge um fundo gerido pela Caixagest: o Caixagest Acções EUA. A sua rendibilidade atinge os 13,23% com a carteira a ser preenchida por cotadas norte-americanas de renome, como é o caso da Apple, da Visa o da Wells Fargo. Em termos de ativos sob gestão, no final de março, aproximava-se dos 105 milhões de euros.

Além deste fundo que investem em ações América, podemos encontrar mais produtos nestas condições na lista dos mais rentáveis a cinco anos: o Santander Acções América da Santander Asset Management, o NB Acções América da GNB Gestão de Ativos, o Millennium Acções América da Millennium Gestão de Activos e ainda o BPI América D da BPI Gestão de Activos.

Obrigações dizem 'presente'

Nos últimos cinco anos as obrigações também se destacaram, aproveitando o que aconteceu com a dívida soberana dos países periféricos europeus. Entre os fundos que investem em obrigações, podemos encontrar três geridos pela GNB Gestão de Ativos que ultrapassam a barreira dos 10% nos últimos cinco anos : o NB Obrigações Europa, o NB PPR e ainda o NB Rendimento Plus.

Fundo fechado na lista

O “intruso” na lista é o fundo Banif Gestão Passiva, gerido pela Banif Gestão de Activos. Trata-se de um Fundo de Investimento Alternativo em valores mobiliários fechados e foi criado há cerca de cinco anos pelo Banco Privado Português (BPP). Nos últimos cinco anos consegue uma rendibilidade anualizada de 12,4%.

Os fundos com mais de 10% nos últimos cinco anos

Empresas

Próximos eventos