Quais os fundos de pensões abertos que se destacam nos últimos cinco anos?


Já são conhecidos os cinco fundos de pensões abertos nacionais que registam melhor performance nos últimos cinco anos, de acordo com a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP. Essa mão cheia de fundos totalizava mais de 105 milhões de euros e eram geridos por quatro casas de investimento nacionais.

Tal como no mês anterior, o fundo líder é o Caixa Reforma Garantida 2022. Gerido pela CGD Pensões, trata-se de um fundo com garantia de capital e a sua valorização anualizada nos últimos cinco anos é de 6%. O seu património ascendia a 14,6 milhões de euros e o seu nível de risco mostrava que a volatilidade andou entre os 5% e os 10%. O prospeto do fundo mostra que o benchmark central é de 10% para as ações e de 70% para as obrigações, com as obrigações de taxa variável a serem as preferidas.

Os dois fundos que se seguem são geridos pela mesma entidade, a Ocidental Pensões. Com uma rendibilidade de 5,5% surge o Horizonte Pensões enquanto o Turismo Pensões atinge uma subida de 4,8%. O primeiro apresenta um volume sob gestão de 11,4 milhões de euros com as ações a representarem pouco mais de metade da carteira atual. Já o segundo é mais pequeno desta lista, somando 2,7 milhões de euros, com as obrigações a representaram cerca de dois terços do investimento. Valdemar Duarte, diretor geral da Ocidental Pensões, afirmava à Funds People, na primeira revista de 2015 que “os fundos de pensões não se podem analisar apenas pelo seu rendimento”, já que “não são apenas gestão de investimentos e rendimento”.

Os restantes dois fundos são geridos pela BPI Vida e Pensões e pela BBVA Fundos. Da primeira entidade encontramos o BPI Acções que no período em análise regista um incremento de 4,7%. Trata-se do maior fundo entre os cinco em análise, dado que acumula sob gestão 56 milhões de euros. As ações representam praticamente metade da carteira. Da BBVA Fundos encontramos o produto Protecção 2020. No final do mês passado o seu património era de 21,2 milhões de euros e a sua rendibilidade de 4,5%. Na carteira os maiores investimentos iam para títulos de dívida soberana espanhola.

Os cinco fundos de pensões abertos mais rentáveis nos últimos cinco anos

FundoGestoraAtivos sob gestão* Rendibilidade 5 anos (%)
Caixa Reforma Garantida 2022CGD Pensões14,66,0%
Horizonte AcçõesOcidental Pensões11,45,5%
Turismo PensõesOcidental Pensões2,74,8%
BPI AcçõesBPI Vida e Pensões564,7%
Protecção 2020BBVA Fundos21,24,5%
Fonte: APFIPP no final de outubro. *Milhões de euros
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos