Tags: Obrigações | Ações |

Quais as categorias APFIPP que cresceram num ano?


No final de fevereiro os fundos mobiliários nacionais cujas sociedades gestoras são associadas da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP) somavam mais de 11.517 milhões de euros. Este valor representa um decréscimo de 3,5% no volume sob gestão, se compararmos com o final do mesmo mês do ano passado. Em termos monetários, a descida foi superior a 400 milhões de euros. Os últimos doze meses foram marcados pela grande volatilidade nos mercados financeiros, que influenciaram os ativos sob gestão dos fundos nacionais, sendo que esse património “varia” por via de dois aspectos: a valorização dos ativos e ainda as captações líquidas.

A Associação divide os fundos nacionais em quase três dezenas de categorias, sendo que apenas oito conseguiram crescer ao longo dos últimos doze meses.  Aquela que mais cresceu é, também, a maior categoria nacional. No final de fevereiro o maior segmento do mercado nacional era o que juntava os ‘Fundos Mercado Monetário Euro’, com um total superior a 1.772 milhões de euros. A categoria é composta por três fundos: Caixagest Liquidez da CaixagestCA Monetário da CA Gest e ainda o Montepio Monetário Curto Prazo da Montepio Gestão de Activos, com o primeiro a ser o maior produto nacional, com mais de 1.592 milhões de euros em património. Esta categoria foi a que sofreu o maior aumento monetário nos últimos doze meses, com esse incremento a ser superior a 442 milhões de euros – em termos percentuais o aumento foi de 33%.

Com uma evolução de 320 milhões de euros vem, logo de seguida, os ‘Fundos PPR’. Este segmento foi o segundo que mais cresceu em termos absolutos, num ano, passando de 1.053 para 1.373 milhões de euros.

Já o maior crescimento percentual ocorreu nos ‘Fundos de Obrigações Internacionais’. Nesta categoria o incremento foi de quase 43%, para mais de 56,5 milhões de euros. No final de fevereiro esta categoria englobava três produtos de outras tantas entidades nacionais: o BPI Obrigações Mundiais da BPI Gestão de Activos; o Optimize Europa Obrigações da Optimize Investment Partners e ainda o IMGA Prestige Global Bond da IM Gestão de Ativos.

O segundo maior aumento percentual ocorreu nos ‘FIA Monetário de Curto Prazo’ que passaram de 404 para 565 milhões de euros, ou seja, mais 40% no espaço de um ano. Nesta categoria encontramos os fundos BPI Monetário Curto Prazo da BPI Gestão de Activos e ainda o Montepio Monetário Plus da Montepio Gestão de Activos.

As categorias que cresceram num ano

Ordenação por variação monetária

CategoriaFevereiro 15Fevereiro 2016Variação €Variação %
F. Mercado Monetário Euro 1 330 346 902,10 € 1 772 465 897,28 €442 118 995,18 €33,23%
Fundos PPR 1 053 213 280,34 € 1 373 978 576,30 €320 765 295,96 €30,46%
F. Multi-Activos Defensivos 1 326 236 164,64 € 1 583 504 625,63 €257 268 460,99 €19,40%
FIA Monetário Curto Prazo 404 883 775,31 € 565 506 855,90 €160 623 080,59 €39,67%
F. Multi-Activos Equilibrados 231 388 376,88 € 271 799 129,33 €40 410 752,45 €17,46%
Fundos de Curto Prazo Euro 875 465 119,01 € 906 892 187,94 €31 427 068,93 €3,59%
Fundos de Obrigações Internacional 39 570 999,47 € 56 534 274,68 €16 963 275,21 €42,87%
FIA de Curto Prazo 499 040 100,33 € 512 829 875,95 €13 789 775,62 €2,76%

Fonte: APFIPP no final de fevereiro de 2015 e 2016

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos