QE na Europa: Os fundos que mais valorizaram no mercado nacional


Nos últimos dias do primeiro mês do ano, Mario Draghi anunciou o início do Quantitative Easing na Europa. Este programa, à semelhança do que já tinha sido feito nos Estados Unidos, Reino Unido e no Japão, contempla a compra de títulos de dívida que podem ascender até aos 60 mil milhões de euros todos os meses até, pelo menos, setembro do próximo ano.

Essas compras iniciaram-se no dia 9 de março e até ao final do mês passado já tinham decorrido mais de meia centena de dias. Nesse período de 52 dias, houve um conjunto de fundos que se destacam em termos de rendibilidade.

Entre o dia 9 de março e o último dia do mês passado o fundo que maior valorização registou foi o BBVA PPA Índice PSI20. Gerido pela BBVA Asset Management, este produto que investe no mercado português conseguiu uma rendibilidade de 6,90%. No final de abril tinha mais de 2,3 milhões de euros em ativos sob gestão, com as maiores posições em carteira a pertencerem a cotadas como o Millennium BCP, a Galp Energia ou a Jerónimo Martins.

Já o melhor fundo do mês passado surge na segunda posição deste ranking. O BPI Brasil Valor, gerido pela BPI Gestão de Activos atinge uma rendibilidade de 6,16% no período analisado, evidenciando que o mês de março foi a rampa de lançamento para consolidar a sua recuperação.

O terceiro fundo mais rentável foi o Montepio Multi Gestão Mercados Emergentes da responsabilidade da Montepio Gestão de Activos. No final de março o produto tinha mais de 8 milhões de euros em ativos sob gestão, tendo no período analisado uma rendibilidade de 6,13%.

“Batalha” entre Portugal e emergentes

O “combate” entre os fundos que investem em Portugal e os mercados emergentes continua nas posições seguintes do ranking dos mais rentáveis entre 9 de março e 30 de abril.

Do lado dos fundos que investem no mercado nacional o destaque vai para o Barclays FPA, BPI Poupança Acções, Millennium Acções Portugal e ainda o BPI Portugal. Todos estes fundos aparecem no top 10 dos mais rentáveis no período analisado. O fundo gerido pela Barclays Wealth Mgr. Portugal apresentou uma rendibilidade de 5,91% enquanto o da Millennium Gestão de Activos chegou aos 4,24%. Já os dois fundos da BPI Gestão de Activos apresentam rendibilidades de 5,55% no caso do BPI Poupança Acções e 4,11% no caso do BPI Portugal.

Do lado dos fundos que investem nos mercados emergentes encontram-se dois que são da mesma casa de investimento: a Caixagest. Os fundos Caixagest Acções Emergentes e o Caixagest Acções Oriente alcançam um retorno de 5,61% e 4,57%, respetivamente.

O 15 produtos do mercado nacional mais rentáveis desde do início do QE

FundoGestoraRendibilidade (%) *
BBVA PPA Índice PSI 20BBVA Asset Management6,90
BPI Brasil ValorBPI Gestão de Activos6,16
Montepio Multi Gestão Merc. Emg.Montepio Gestão de Activos6,13
Barclays FPABarclays Wealth Mgr. Portugal5,91
Caixagest Acções EmergentesCaixagest5,61
BPI Poupança Acções (PPA)BPI Gestão de Activos5,55
Caixagest Acções OrienteCaixagest4,57
Montepio Euro EnergyMontepio Gestão de Activos4,34
Millennium Acções PortugalMillennium Gestão de Activos4,24
BPI PortugalBPI Gestão de Activos4,11
Caixagest PPACaixagest3,75
BPI IbériaBPI Gestão de Activos3,71
Banif Acções PortugalBanif Gestão de Activos3,53
Caixagest Acções JapãoCaixagest3,44
Invest AR Médias Empresas PortugalInvest Gestão de Activos3,39
Fonte: Morningtar Direct entre 9 de março e 30 de abril de 2015

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos