Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 volta a recuperar em linha com a tendência europeia


O índice português recuperou do dia de ontem, tendo subido 0,77% para os 5.765,740 pontos. Nas restantes congéneres europeias também um fim de sessão positivo, com Madrid a valorizar 1,27%; Paris a subir 1,25% e Frankfurt subiu 1,63%.

João Pereira leite, Director de Investimentos do Banco Carregosa, justifica o cenário de hoje da seguinte foma: “ao início da tarde, saiu um indicador avançado da economia dos EUA que ficou nos 55,4, acima dos esperados 52 pontos. Como é quinta-feira, os habituais dados do emprego nos EUA também foram conhecidos e foram melhores que o esperado.Todas estas boas notícias, aliadas à reunião do FED, ontem, e do BCE e do Bank of England, todos mantendo o discurso de “taxas baixas por mais tempo” sustentou a subida de todas as bolsas.”

Na NYSE Euronext Lisbon, 11 empresas encerraram a subir e 11 em queda.

O sector bancário recuperou do mau dia de ontem e todas empresas encerraram no verde, com a excepção do Banif que desvalorizou 7,14% para os 0,013 euros. Já o BES valorizou 3,43% para os 0,755 euros; o BPI encerrou a subir 2,45% para os 1,004 euros. O BCP, por seu lado, valorizou 1,06% para os 0,095 euros.

Na energia, também um fim de sessão positivo, com apenas a EDP a desvalorizar 0,08% para os 2,888 euros. Já a EDP renováveis encerrou a subir 0,78% para os 3,885 euros. A maior subida do dia pertenceu à Galp energia que  valorizou 2,50% para os 12,300 euros. A Ren, por seu lado, encerrou a valorizar 0,50% para os 2,229 euros.

Nas telecomunicações, ao contrário de ontem, a Zon Multimédia encerrou a desvalorizar 0,11% para os 4,395 euros. Também no vermelho a Sonaecom desvalorizou 0,22% para os 1,778 euros. A PT, no entanto, encerrou no verde, subindo, 1,71% para os 2,920 euros.

Na mesma tendência dos últimos tempos a Jerónimo Martins encerrou no vermelho, caindo 1,99% para os 14,555 euros; já a Sonae SGPS encerrou a valorizar 1,93% para os 0,794 euros. Também em queda a Mota-Engil encerrou também em queda de 0,37% para os 2,730 euros.

João Pereira Leite sublinha também que  “o 1º dia de Agosto começou bem, marcado pela reacção a indicadores económicos. Na China, foi divulgado um indicador de crescimento económico, que saiu acima dos 50 e que significa que, embora anémica, a economia chinesa está a crescer. Esta notícia animou um bocadinho os investidores e as praças asiáticas fecharam a sessão bastante positivas”.

Profissionais

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos